Aécio defende projeto de Serra para abrir o pré-sal

Presidente do PSDB, senador tucano Aécio Neves critica decisão da Petrobras de vender ativos para equilibrar caixa e diz que a produção futura do pré-sal será comprometida; como solução, sugere “a discussão no Congresso da proposta do senador José Serra, que propõe mudanças importantes no modelo da partilha, acabando com obrigatoriedades que hoje engessam o bom funcionamento da empresa”; a presidente Dilma Rousseff disse recentemente que não faz sentido fazer leilões agora, com os menores preços da história; "A menos que alguém queira doar", afirmou 

Presidente do PSDB, senador tucano Aécio Neves critica decisão da Petrobras de vender ativos para equilibrar caixa e diz que a produção futura do pré-sal será comprometida; como solução, sugere “a discussão no Congresso da proposta do senador José Serra, que propõe mudanças importantes no modelo da partilha, acabando com obrigatoriedades que hoje engessam o bom funcionamento da empresa”; a presidente Dilma Rousseff disse recentemente que não faz sentido fazer leilões agora, com os menores preços da história; "A menos que alguém queira doar", afirmou 
Presidente do PSDB, senador tucano Aécio Neves critica decisão da Petrobras de vender ativos para equilibrar caixa e diz que a produção futura do pré-sal será comprometida; como solução, sugere “a discussão no Congresso da proposta do senador José Serra, que propõe mudanças importantes no modelo da partilha, acabando com obrigatoriedades que hoje engessam o bom funcionamento da empresa”; a presidente Dilma Rousseff disse recentemente que não faz sentido fazer leilões agora, com os menores preços da história; "A menos que alguém queira doar", afirmou  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – O presidente do PSDB, senador tucano Aécio Neves, criticou a decisão da Petrobras de vender ativos para equilibrar caixa e disse que a produção futura do pré-sal será comprometida.

“Seria cômico, se não fosse trágico, constatar que o governo que sempre acusou de forma oportunista seus adversários de quererem privatizar a empresa promove agora a maior venda de ativos da história da Petrobras”, diz.

Como solução, sugere “a discussão no Congresso da proposta do senador José Serra, que propõe mudanças importantes no modelo da partilha, acabando com obrigatoriedades que hoje engessam o bom funcionamento da empresa”.

A presidente Dilma Rousseff disse recentemente que não faz sentido fazer leilões agora, com os menores preços da história: "Ninguém faz leilão de bloco de exploração a US$ 30. Como faço, em 2016, com o petróleo a US$ 30, uma concessão de 30 anos?", questionou a presidente. "A menos que alguém queira doar" (leia mais).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email