Aécio diz que "aprovação de Dilma vai cair mais"

Presidenciável do PSDB avalia que redução nos índices de aprovação da presidente Dilma Rousseff de 43% para 39%, segundo Ibope, tende a aumentar "à medida que a campanha dos partidos de oposição avance"; para ele, queda da popularidade da petista "representa o fracasso da economia, o recrudescimento da inflação, a política externa desastrosa e equivocada e a insatisfação dos brasileiros, que estão decepcionados com o andamento muito lento das obras da Copa"

Presidenciável do PSDB avalia que redução nos índices de aprovação da presidente Dilma Rousseff de 43% para 39%, segundo Ibope, tende a aumentar "à medida que a campanha dos partidos de oposição avance"; para ele, queda da popularidade da petista "representa o fracasso da economia, o recrudescimento da inflação, a política externa desastrosa e equivocada e a insatisfação dos brasileiros, que estão decepcionados com o andamento muito lento das obras da Copa"
Presidenciável do PSDB avalia que redução nos índices de aprovação da presidente Dilma Rousseff de 43% para 39%, segundo Ibope, tende a aumentar "à medida que a campanha dos partidos de oposição avance"; para ele, queda da popularidade da petista "representa o fracasso da economia, o recrudescimento da inflação, a política externa desastrosa e equivocada e a insatisfação dos brasileiros, que estão decepcionados com o andamento muito lento das obras da Copa" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou, neste sábado (22), em Maceió, que "a tendência" é que a queda na popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT) "se acentue à medida que a campanha dos partidos de oposição avance".

Declaração do senador foi motivada pelo resultado da pesquisa Ibope/Estadão divulgada nesta sexta-feira (22), que mostrou a redução dos índices de aprovação da presidente de 43% (dezembro de 2013) para 39% (número do levantamento feito entre os dias 13 e 17 deste mês).

Segundo Aécio, queda da aprovação de Dilma "representa o momento, o fracasso da economia, o recrudescimento da inflação e a política externa desastrosa e equivocada". O senador afirmou ainda que a pesquisa "reflete também a insatisfação dos brasileiros, que estão decepcionados com o andamento muito lento das obras de mobilidade urbana, visando a Copa".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email