Aécio minimiza denúncia do Poupança Jovem

Em evento na Escola Zico 10, no Rio de Janeiro, o candidato do PSDB à presidência da República minimizou investigação do Ministério Público de Minas Gerais em 2009 que revela suspeita de irregularidades em convênio celebrado pelo governo do Estado para realização do programa Poupança Jovem, um dos feitos mais exaltados na gestão do tucano em sua campanha; "Temos que tomar muito cuidado com essas notícias que vêm em véspera de eleição. Eu faria uma primeira pergunta: alguém que abriu uma investigação em 2009 não citou o Estado até hoje"

Em evento na Escola Zico 10, no Rio de Janeiro, o candidato do PSDB à presidência da República minimizou investigação do Ministério Público de Minas Gerais em 2009 que revela suspeita de irregularidades em convênio celebrado pelo governo do Estado para realização do programa Poupança Jovem, um dos feitos mais exaltados na gestão do tucano em sua campanha; "Temos que tomar muito cuidado com essas notícias que vêm em véspera de eleição. Eu faria uma primeira pergunta: alguém que abriu uma investigação em 2009 não citou o Estado até hoje"
Em evento na Escola Zico 10, no Rio de Janeiro, o candidato do PSDB à presidência da República minimizou investigação do Ministério Público de Minas Gerais em 2009 que revela suspeita de irregularidades em convênio celebrado pelo governo do Estado para realização do programa Poupança Jovem, um dos feitos mais exaltados na gestão do tucano em sua campanha; "Temos que tomar muito cuidado com essas notícias que vêm em véspera de eleição. Eu faria uma primeira pergunta: alguém que abriu uma investigação em 2009 não citou o Estado até hoje" (Foto: Romulo Faro)

Minas 247 - Em evento de campanha na Escola Zico 10, no Recreio do Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro, neste domingo (31), o candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, minimizou investigação do Ministério Público de Minas Gerais em 2009 que revela suspeita de irregularidades em convênio celebrado pelo governo do Estado para realização do programa Poupança Jovem, um dos feitos mais exaltados na gestão do tucano em sua campanha presidencial.

"Tem de perguntar para o promotor, que abriu a investigação e nem fomos citados em relação a isso ainda. Temos que tomar muito cuidado com essas notícias que vêm em véspera de eleição. Eu faria uma primeira pergunta: alguém que abriu uma investigação em 2009 não citou o Estado até hoje", disse Aécio.

O ex-jogador do Flamengo e da Seleção Brasileira Zico organizou uma partida amistosa com artistas e ex-atletas em apoio apoio ao candidato tucano.

"Muita contradição no discurso de Marina"

Aécio Neves também comentou sobre a ascensão de sua adversária Marina Silva (PSB)m que já lhe ultrapassou nas pesquisas de intenção de voto. O tucano voltou a afirmar que ela "não teria experiência requerida para promover as mudanças de que o Brasil precisa".

"O esforço não é o de depreciar ou de retirar o caráter de boas intenções das propostas de meus adversários. Eu tenho um projeto de país e o Brasil não é para amadores".

O candidato tucano também atacou mais uma vez o "discurso contraditório" de Marina.

"Eu vejo na proposta do PSB um número muito grande de contradições em relação àquilo que se propõe hoje e ao que se praticou no passado". Ele disse ainda que "os partidos de esquerda", em especial o PSB, não se alinharam ao governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em propostas como a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247