“Aécio não tem condições de presidir PSDB”, diz Tasso

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), defendeu nesta quarta-feira (18) o afastamento definitivo de Aécio Neves da presidência do partido, mesmo após a decisão do Senado de devolver o mandato ao senador mineiro . “Acho que ele não tem condições, dentro da circunstância que está, de ficar como presidente do partido. E nós precisamos ter uma solução definitiva e não provisória”, disse

03/08/2017- Brasília- DF, Brasil- O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves, anuncia que o senador Tasso Jereissati permanecerá na presidência interina do PSDB Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
03/08/2017- Brasília- DF, Brasil- O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves, anuncia que o senador Tasso Jereissati permanecerá na presidência interina do PSDB Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Mesmo após a decisão do Senado de devolver o mandato ao senador Aécio Neves (PSDB-CE), o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) defendeu que o mineiro se afaste de forma definitiva da presidência da legenda. "Acho que ele não tem condições, dentro da circunstância que está, de ficar como presidente do partido. E nós precisamos ter uma solução definitiva e não provisória", disse Tasso, na manhã desta quarta-feira (18).

Tasso disse ainda que não conversou com Aécio após a votação de ontem (17) e que a decisão do Senado foi “mal interpretada”. "No meu entender, é dar ao senador Aécio o que ele não teve ainda, que é o direito de defesa", disse. "Aqui no próprio Senado ele vai ter o Conselho de Ética, onde vai ter que se defender. E ao mesmo tempo o julgamento no Supremo continua e ele vai ter o direito de apresentar sua defesa", afirmou.

Aécio está licenciado da presidência do PSDB desde que foi envolvido nas investigações da delação da JBS.

(Com informações do UOL)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247