“Aécio não tem condições de presidir PSDB”, diz Tasso

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), defendeu nesta quarta-feira (18) o afastamento definitivo de Aécio Neves da presidência do partido, mesmo após a decisão do Senado de devolver o mandato ao senador mineiro . “Acho que ele não tem condições, dentro da circunstância que está, de ficar como presidente do partido. E nós precisamos ter uma solução definitiva e não provisória”, disse

03/08/2017- Brasília- DF, Brasil- O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves, anuncia que o senador Tasso Jereissati permanecerá na presidência interina do PSDB Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
03/08/2017- Brasília- DF, Brasil- O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves, anuncia que o senador Tasso Jereissati permanecerá na presidência interina do PSDB Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Mesmo após a decisão do Senado de devolver o mandato ao senador Aécio Neves (PSDB-CE), o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) defendeu que o mineiro se afaste de forma definitiva da presidência da legenda. "Acho que ele não tem condições, dentro da circunstância que está, de ficar como presidente do partido. E nós precisamos ter uma solução definitiva e não provisória", disse Tasso, na manhã desta quarta-feira (18).

Tasso disse ainda que não conversou com Aécio após a votação de ontem (17) e que a decisão do Senado foi “mal interpretada”. "No meu entender, é dar ao senador Aécio o que ele não teve ainda, que é o direito de defesa", disse. "Aqui no próprio Senado ele vai ter o Conselho de Ética, onde vai ter que se defender. E ao mesmo tempo o julgamento no Supremo continua e ele vai ter o direito de apresentar sua defesa", afirmou.

Aécio está licenciado da presidência do PSDB desde que foi envolvido nas investigações da delação da JBS.

(Com informações do UOL)

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247