Aécio Neves vai trocar de marqueteiro

Presidenciável do PSDB deixa Renato Pereira, que atuou com Capriles na Venezuela, por divergências estratégicas; no PMDB, antropólogo também era pressionado a escolher um lado, já que também tocaria a campanha do vice de Sérgio Cabral, Pezão, no Rio em 2014

Presidenciável do PSDB deixa Renato Pereira, que atuou com Capriles na Venezuela, por divergências estratégicas; no PMDB, antropólogo também era pressionado a escolher um lado, já que também tocaria a campanha do vice de Sérgio Cabral, Pezão, no Rio em 2014
Presidenciável do PSDB deixa Renato Pereira, que atuou com Capriles na Venezuela, por divergências estratégicas; no PMDB, antropólogo também era pressionado a escolher um lado, já que também tocaria a campanha do vice de Sérgio Cabral, Pezão, no Rio em 2014 (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A menos de um ano da eleição à Presidência, o senador mineiro e presidenciável pelo PSDB vai trocar de marqueteiro. Segundo publicado na Folha de S. Paulo, o encerramento da parceria com Renato Pereira se deu por "diferenças de visões" na estratégia de comunicação.

Aécio lança nesta terça-feira o pré-programa de sua candidatura, em Brasília, e deve manter o assunto em sigilo.

Desde o início do ano, Pereira tentou impor a Aécio um discurso mais distante da política tradicional. Em recente entrevista, o antropólogo avisou que o tema do chamado "mensalão" não faria parte do discurso do tucano.

"Não creio que tenha muito impacto, assim como já não teve no passado. A gente acabou de sair de uma eleição, em 2012, em que se teve todo o drama público do julgamento, acontecendo diante da televisão. Não vi nenhuma candidatura do PT sendo prejudicada por causa disso. Acho que tem uma sobrevalorização enorme em relação a isso. Na minha opinião, não é um tema particularmente relevante para o eleitor", disse ele.

Responsável pelas últimas eleições do governador Sérgio Cabral (PMDB), Renato Pereira tocaria ao mesmo tempo a candidatura do vice Pezão (PMDB) no Rio. Segundo Lauro Jardim, do Radar On-line, o presidente do PMDB-RJ, Jorge Picciani passou a contestar a dupla estratégia.

Pereira fez também a campanha de Henrique Capriles contra Hugo Chávez, na Venezuela, em 2012, contra João Santana, que pilotará a campanha de Dilma Rousseff.

Aécio pode buscar Rui Rodrigues e Paulo Vasconcellos, que tocaram as campanhas do PSDB em Minas desde 2002.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247