Afif vai apresentar Redesimples ao prefeito do Rio

Depois de São Paulo, o Rio de Janeiro pode ser a próxima capital a reduzir a burocracia para quem quer empreender; o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, reúne-se com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, para apresentar o sistema integrado de abertura e registro de empresas, chamado Redesimples; o encontro será na sede de Prefeitura, Na São Clemente, Botafogo; Afif avalia que é importante que as prefeituras se empenhem para implantar a Redesimples, um mecanismo valioso para o incremento do empreendedorismo no Brasil

Brasília- DF- Brasil- 02/02/2015- O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), Guilherme Afif Domingos, apresenta dados de adesão ao Simples Nacional do exercício 2015 (Elza Fiúza/Agência Brasil)
Brasília- DF- Brasil- 02/02/2015- O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), Guilherme Afif Domingos, apresenta dados de adesão ao Simples Nacional do exercício 2015 (Elza Fiúza/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Sebrae - Depois de São Paulo, o Rio de Janeiro pode ser a próxima capital a reduzir a burocracia para quem quer empreender. Na terça-feira (9), o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, reúne-se com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, para apresentar o sistema integrado de abertura e registro de empresas, chamado Redesimples. O encontro será na sede de Prefeitura, Na São Clemente, Botafogo, às 10h. 

Afif avalia que é importante que as prefeituras se empenhem para implantar a Redesimples, um mecanismo valioso para o incremento do empreendedorismo no Brasil. “Na Redesimples, o cidadão pode abrir, alterar e dar baixa na empresa pela internet, caso possua um certificado digital. Ele perde menos tempo com burocracia e se dedica mais à empresa. Se queremos criar empregos, temos que criar empresas”, defende. 

A Redesimples tem como objetivo facilitar e agilizar o processo de formalização de empresas, ao promover a integração entre Junta Comercial, Receita Federal, Secretaria de Fazenda, órgãos de licenciamento, prefeituras e demais entidades envolvidas na formalização de empresas. O objetivo é estabelecer uma entrada única de dados cadastrais e documentos, extinguir a duplicidade de exigências feitas aos empresários/cidadãos e classificar as atividades empresariais de baixo risco, que poderão ser legalizadas sem necessidade de vistoria prévia por parte dos órgãos de licenciamento.

Em processo de implementação em todo o país, o sistema começa a operar nesta segunda-feira (8), em São Paulo, e já funciona em Brasília (DF), em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul e em Alagoas, onde todos os órgãos de licenciamento estão integrados. Em Minas, por exemplo, o processo de registro de empresas é feito de forma inteiramente digital, sem a necessidade de protocolar documentos impressos. No Rio Grande do Sul, a Redesimples já reduziu em 70% o tempo de registro de empresas.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247