Agências bancárias foram alvo de 11 ataques

Segundo o sindicato dos Bancários, de janeiro a março deste ano 11 ataques a bancos foram registrados em Alagoas; o mapa, feito pela entidade aponta, ainda, roubos envolvendo funcionários, familiares e populares, arrombamentos de caixas eletrônicos e agências e tentativas de assaltos

Segundo o sindicato dos Bancários, de janeiro a março deste ano 11 ataques a bancos foram registrados em Alagoas; o mapa, feito pela entidade aponta, ainda, roubos envolvendo funcionários, familiares e populares, arrombamentos de caixas eletrônicos e agências e tentativas de assaltos
Segundo o sindicato dos Bancários, de janeiro a março deste ano 11 ataques a bancos foram registrados em Alagoas; o mapa, feito pela entidade aponta, ainda, roubos envolvendo funcionários, familiares e populares, arrombamentos de caixas eletrônicos e agências e tentativas de assaltos (Foto: Voney Malta)

 

Alagoas 247 - De janeiro a março deste ano, 11 ataques a bancos foram registrados em Alagoas, segundo dados do Sindicato dos Bancários. O mapa, feito pela entidade e divulgado nesta terça-feira (29), aponta roubos envolvendo funcionários, familiares e populares, arrombamentos de caixas eletrônicos e agências e tentativas de assalto. A maioria dos ataques ocorreu em agências do Banco do Brasil.

 

De acordo com informações coletadas pelo sindicato, no mês de janeiro, os alvos das quadrilhas foram agências do Banco do Brasil situadas nos municípios de Cacimbinhas, Olivença e Murici. Em um destes, cerca de 10 homens fortemente armados arrombaram a porta principal da agência, durante a madrugada, e usaram explosivos para abrir o cofre. Em seguida, fugiram com o dinheiro em uma caminhonete antes da chegada da polícia.

 

Já em fevereiro, bandidos invadiram bancos em Maceió (Bradesco), Coité do Nóia (Banco do Brasil), Campo Grande (Banco do Brasil), Mata Grande (Banco do Nordeste) e Dois Riachos (sendo duas agências do Banco do Brasil). Na capital alagoana, dois homens armados entraram na área de autoatendimento da Agência Fernandes Lima, no bairro do Farol. Lá, os criminosos tomaram as armas dos vigilantes, além de celulares e outros pertences dos clientes, enquanto outros dois comparsas davam cobertura no estacionamento do estabelecimento.

 

Por sua vez, no mês de março, os alvos foram as cidades de Canapi (Banco do Brasil) e São Brás (Bradesco). A ousadia maior foi em Canapi, onde homens armados invadiram a agência na madrugada e explodiram o cofre, mas não conseguiram retirar o dinheiro. Porém, na fuga, os criminosos cercaram o grupamento da PM e furaram o pneu da viatura.

 

Assaltos e tentativas

 

Além do número de ocorrências e de bancos invadidos por quadrilhas, o Mapa dos Assaltos produzido pelo sindicato indica que houve assaltos envolvendo funcionários, familiares e populares em Maceió; assaltos com arrombamento de caixas e agências em Cacimbinhas, Olivença, Murici, Coité do Nóia e Campo Grande; e tentativas de assalto em Mata Grande, Dois Riachos, Canapi e São Brás.

 

Coruripe

 

Além dos 11 casos contabilizados pelo sindicato em agências bancárias, pelo menos uma ocorrência de ataque a caixa eletrônico foi registrada no estado fora desses estabelecimentos. O fato aconteceu na madrugada desta terça-feira, quando criminosos explodiram um equipamento situado na Secretaria Municipal de Infraestrutura de Coruripe, no Litoral Sul de Alagoas. Os bandidos estavam encapuzados e conseguiram escapar levando dinheiro.

 

A Polícia Militar (PM) informou que a ação aconteceu por volta de 2h10 e contou com a participação de cinco homens. Os suspeitos renderam um vigilante que fazia a segurança do local e instalaram os explosivos no único caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal (CEF) que havia no prédio.

 

Com gazetaweb.com

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247