Agentes de combate a endemias fazem paralisação

Agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde de Belo Horizonte iniciaram uma paralisação de 24 horas; entre as reivindicações da categoria estão o aumento salarial e melhores condições de trabalho; os manifestantes disseram que a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) não se comprometeu com o pagamento do piso salarial estabelecido em lei e com a instituição do plano de cargos, carreiras e salários

Agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde de Belo Horizonte iniciaram uma paralisação de 24 horas; entre as reivindicações da categoria estão o aumento salarial e melhores condições de trabalho; os manifestantes disseram que a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) não se comprometeu com o pagamento do piso salarial estabelecido em lei e com a instituição do plano de cargos, carreiras e salários
Agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde de Belo Horizonte iniciaram uma paralisação de 24 horas; entre as reivindicações da categoria estão o aumento salarial e melhores condições de trabalho; os manifestantes disseram que a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) não se comprometeu com o pagamento do piso salarial estabelecido em lei e com a instituição do plano de cargos, carreiras e salários (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde de Belo Horizonte iniciaram, nesta terça-feira (12), uma paralisação de 24 horas. Entre as reivindicações da categoria estão o aumento salarial e melhores condições de trabalho.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), não está descartada a deflagração de uma greve das duas categorias.

Os manifestantes disseram que a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) não se comprometeu com o pagamento do piso salarial estabelecido em lei e com a instituição do plano de cargos, carreiras e salários.

O Sindibel afirmou, ainda, que o executivo não está pagando anualmente Bonificação por Cumprimento de Metas, Resultados e Indicadores (BCMRI) para os trabalhadores responsáveis pela linha de frente no combate à dengue, zika e chikungunya.

Em nota, a prefeitura informou que vai analisar as reivindicações dos servidores.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247