AL tem o 7º menor número de estudante de ensino superior

De acordo com Instituto Nacional de Estudos e Estatísticas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Censo da Educação Superior de 2016 aponta que, em Alagoas, o número de matrículas presenciais chegou a 77.738 no ano passado - que deixou o estado na 7ª colocação entre os que têm menor número de alunos no ensino superior; Cens é realizado anualmente pelo Inep e se configura em um importante instrumento de obtenção de dados para a geração de informações que subsidiam a formulação, o monitoramento e a avaliação das políticas públicas

De acordo com Instituto Nacional de Estudos e Estatísticas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Censo da Educação Superior de 2016 aponta que, em Alagoas, o número de matrículas presenciais chegou a 77.738 no ano passado - que deixou o estado na 7ª colocação entre os que têm menor número de alunos no ensino superior; Cens é realizado anualmente pelo Inep e se configura em um importante instrumento de obtenção de dados para a geração de informações que subsidiam a formulação, o monitoramento e a avaliação das políticas públicas
De acordo com Instituto Nacional de Estudos e Estatísticas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Censo da Educação Superior de 2016 aponta que, em Alagoas, o número de matrículas presenciais chegou a 77.738 no ano passado - que deixou o estado na 7ª colocação entre os que têm menor número de alunos no ensino superior; Cens é realizado anualmente pelo Inep e se configura em um importante instrumento de obtenção de dados para a geração de informações que subsidiam a formulação, o monitoramento e a avaliação das políticas públicas (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O Instituto Nacional de Estudos e Estatísticas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quinta-feira (31), o Censo da Educação Superior de 2016, que aponta que 34.366 cursos de graduação foram ofertados em 2.407 instituições de educação superior (IES) nesse ano em questão, que contou com 8.052.254 estudantes matriculados. O censo aponta que, em Alagoas, o número de matrículas presenciais chegou a 77.738 no ano passado - que deixou o estado na 7ª colocação entre os que têm menor número de alunos no ensino superior. 

De acordo com os dados oficiais disponibilizados pelo Inep, do total de alunos de Alagoas, 31.354 estavam matriculados em instituições públicas de ensino superior - entre federais, estaduais e municipais. Já a iniciativa privada contava com um número bem maior de estudantes, totalizando 46.384. 

Com esse quantitativo, Alagoas ocupou a 7ª colocação entre os estados com menor número de estudantes matriculados no ensino superior, ficando à frente somente de Roraima (19.839), Acre (26.404), Amapá (35.759), Rondônia (49.123), Tocantins (52.751) e Sergipe (72.014). 

Em 2016, o Nordeste tinha 1.444.368 alunos matriculados no ensino superior, sendo que 546.473 estudavam em instituições públicas e outros 897.895 em unidades privadas de ensino. 

Dados gerais no país

De acordo com as estatísticas apresentadas, as 197 universidades existentes no país equivalem a 8,2% do total de IES, mas concentram 53,7% das matrículas em cursos de graduação. No ano passado, o número de matrículas na educação superior (graduação e sequencial) continuou crescendo, mas essa tendência desacelerou quando se comparado aos últimos anos. Entre 2006 e 2016, houve aumento de 62,8%, com uma média anual de 5% de crescimento. Porém, em relação a 2015, a variação positiva foi de apenas 0,2%.

Os cursos de bacharelado mantiveram a predominância na educação superior brasileira com uma participação de 69% das matrículas. Já os cursos de licenciatura tiveram o maior crescimento (3,3%) entre os graus acadêmicos em 2016, quando comparado a 2015.

Em 2016, foram oferecidas mais de 10,6 milhões de vagas em cursos de graduação, sendo 73,8% vagas novas e 26,0%, vagas remanescentes. Das novas vagas oferecidas no ano passado, 33,5% foram preenchidas, enquanto apenas 12,0% das vagas remanescentes foram ocupadas no mesmo período.

Em 2016, quase 3 milhões de alunos ingressaram em cursos de educação superior de graduação. Desse total, 82,3% em instituições privadas. Após uma queda observada em 2015, o número de ingressantes teve um crescimento de 2,2% em 2016. Isso ocorreu porque a modalidade a distância aumentou mais de 20% entre os dois anos, enquanto nos cursos presenciais houve um decréscimo no número de ingressantes de 3,7%.

O censo

O Censo da Educação Superior é realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e se configura em um importante instrumento de obtenção de dados para a geração de informações que subsidiam a formulação, o monitoramento e a avaliação das políticas públicas, além de ser elemento importante para elaboração de estudos e pesquisas sobre o setor. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247