Alargamento do Canal do Panamá favorece Suape

A estimativa é que pelo menos 30% mais embarcações tenham o Porto de Suape como destino. O investimento é de US$ 5 bilhões e a previsão para o início das operações é 2014

Alargamento do Canal do Panamá favorece Suape
Alargamento do Canal do Panamá favorece Suape (Foto: Andréa Rêgo Barros/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena_PE247 - O Complexo Industrial e Portuário de Suape poderá receber até 30% mais embarcações provenientes da Ásia. Isso, porque o Canal do Panamá, de 81 quilômetros de extensão, na América Central, terá um alargamento. A previsão para início das operações é 2014 e o investimento é de US$ 5 bilhões (algo em torno de R$ 9,975 bilhões). Antes passavam pela rota navios carregando 60 mil toneladas. Depois da iniciativa, embarcações com até 150 mil toneladas de cargas passarão pelo canal.

Hoje (27), de acordo com reportagem do jornal Diario de Pernambuco, o diretor do projeto Suape Global, Sílvio Leimig, explica que 90% da carga que emana do continente asiático, atravessa a África pelo Cabo da Boa Esperança e desembarca nos portos da Região Sudeste, para, depois, virem a Suape. Agora, os portos do Nordeste não ficarão tão dependentes dos terminais sulistas, em especial o de Santos-SP.

Com esta medida, as informações dão conta de que a viagem deve ser encurtada entre cinco e sete dias, obviamente, barateando os custos. Além disso, Suape poderá aumentar sua distribuição de mercadorias para a Zona Franca de Manaus, assim como o Porto de Pecém, no Ceará.

No entanto, o vice-presidente executivo do Sindicato Nacional dos Armadores Marítimos (Syndarma), Roberto Galli, afirma que o custo para atravessar a rota deve ser elevado. Dessa forma, a ampliação do Canal do Panamá não trará grandes impactos para o comércio exterior brasileiro, sem contar o tempo perdido que pode haver na espera para a travessia do canal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247