Alckmin corta bônus de escolas ocupadas

Essas unidades não fizeram ou não concluíram o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp): "Não saberemos se elas atingiram a meta ou não. Em consequência, não haverá o pagamento dos bônus aos servidores", confirmou o secretário de Estado da Educação, Herman Voorwald; as escolas ocupadas representam cerca de 3,4% das 5.147 unidades da rede pública de ensino

Essas unidades não fizeram ou não concluíram o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp): "Não saberemos se elas atingiram a meta ou não. Em consequência, não haverá o pagamento dos bônus aos servidores", confirmou o secretário de Estado da Educação, Herman Voorwald; as escolas ocupadas representam cerca de 3,4% das 5.147 unidades da rede pública de ensino
Essas unidades não fizeram ou não concluíram o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp): "Não saberemos se elas atingiram a meta ou não. Em consequência, não haverá o pagamento dos bônus aos servidores", confirmou o secretário de Estado da Educação, Herman Voorwald; as escolas ocupadas representam cerca de 3,4% das 5.147 unidades da rede pública de ensino (Foto: Roberta Namour)

247 – O governo Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu não pagar o bônus em 2016 aos servidores das 174 escolas estaduais ocupadas.

Essas unidades não fizeram ou não concluíram o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp): "Não saberemos se elas atingiram a meta ou não. Em consequência, não haverá o pagamento dos bônus aos servidores", disse o secretário de Estado da Educação, Herman Voorwald.

A pasta não informou quantos servidores devem ser atingidos pela medida. As escolas ocupadas representam cerca de 3,4% das 5.147 unidades da rede pública de ensino.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247