Alckmin diz que Imbassahy “está onde não deveria estar”

Naquela linha tucana em que ninguém percebe firmeza nas declarações (em cima do muro), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que o PSDB não é governo porque tem só o acessório na administração federal, e não é oposição porque tem responsabilidade com o impeachment da presidente Dilma Rousseff; ele também reclamou da presença de Antonio Imbassahy no governo Michel Temer como ministro da Secretaria de Governo: “está onde não deveria estar porque está no núcleo político”

Naquela linha tucana em que ninguém percebe firmeza nas declarações (em cima do muro), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que o PSDB não é governo porque tem só o acessório na administração federal, e não é oposição porque tem responsabilidade com o impeachment da presidente Dilma Rousseff; ele também reclamou da presença de Antonio Imbassahy no governo Michel Temer como ministro da Secretaria de Governo: “está onde não deveria estar porque está no núcleo político”
Naquela linha tucana em que ninguém percebe firmeza nas declarações (em cima do muro), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que o PSDB não é governo porque tem só o acessório na administração federal, e não é oposição porque tem responsabilidade com o impeachment da presidente Dilma Rousseff; ele também reclamou da presença de Antonio Imbassahy no governo Michel Temer como ministro da Secretaria de Governo: “está onde não deveria estar porque está no núcleo político” (Foto: Voney Malta)

Bahia 247 – Durante uma entrevista recente a jornalistas da Jovem PAN, o governador de São Paulo , Geraldo Alckmin, reclamou, como uma forma de censura, da presença do tucano Antonio Imbassahy no governo Michel Temer (PMDB). O político baiano é ministro da Secretaria de Governo.

Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, para Alckmin, o PSDB vive o dilema de não ser governo nem oposição e que Imbassahy “está onde não deveria estar porque está no núcleo político (do governo)”.

Naquela linha tucana em que ninguém percebe firmeza nas declarações (em cima do muro), o governador de São Paulo disse que  o PSDB não é governo, porque tem só o acessório na administração federal, e não é oposição, porque tem responsabilidade com o impeachment (da ex-presidente Dilma Rousseff).

Para ele, a solução virá com a eleição, que dará legitimidade ao novo governo, segundo reportagem  publicada no politicalivre.com.br (leia aqui)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247