Alckmin: “Marta é reforço importante para a oposição”

Na avaliação do governador Geraldo Alckmin (PSDB), a saída de Marta Suplicy do PT é uma "decisão importante do ponto de vista político"; "É sempre positivo. Ela é uma liderança importante, é senadora por São Paulo e foi prefeita da capital paulista", disse Alckmin nesta terça-feira, 28; o tucano deu aval às negociações da senadora com o PSB para a disputa a Prefeitura de São Paulo no ano que vem

www.brasil247.com - Na avaliação do governador Geraldo Alckmin (PSDB), a saída de Marta Suplicy do PT é uma "decisão importante do ponto de vista político"; "É sempre positivo. Ela é uma liderança importante, é senadora por São Paulo e foi prefeita da capital paulista", disse Alckmin nesta terça-feira, 28; o tucano deu aval às negociações da senadora com o PSB para a disputa a Prefeitura de São Paulo no ano que vem
Na avaliação do governador Geraldo Alckmin (PSDB), a saída de Marta Suplicy do PT é uma "decisão importante do ponto de vista político"; "É sempre positivo. Ela é uma liderança importante, é senadora por São Paulo e foi prefeita da capital paulista", disse Alckmin nesta terça-feira, 28; o tucano deu aval às negociações da senadora com o PSB para a disputa a Prefeitura de São Paulo no ano que vem (Foto: Aquiles Lins)


SP 247 - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) comemorou nesta terça-feira, 28, a desfiliação da senadora Marta Suplicy do PT. Para ele, é um "reforço importante" à oposição ao governo federal.

"É sempre positivo. Ela é uma liderança importante, é senadora por São Paulo e foi prefeita da capital paulista", disse Alckmin, durante almoço-debate promovido com empresários pela revista "Exame", na capital paulista.

Na avaliação do tucano, que deu aval às negociações da senadora com o PSB para a disputa a Prefeitura de São Paulo no ano que vem, a saída uma "decisão importante do ponto de vista político".

Marta entregou nesta terça-feira (28) aos diretórios municipal, estadual e nacional em São Paulo seu pedido formal de desfiliação do partido. Em carta entregue aos diretórios da sigla, Marta faz críticas ao partido e afirma que o programa partidário do PT "nunca foi tão renegado pela própria agremiação de forma tão reiterada e persistente".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alckmin voltou a considerar que, neste momento, é precipitado apresentar um pedido de impeachment à presidente Dilma Rousseff (PT), como defende a bancada do PSDB na Câmara dos Deputados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O importante neste momento é a investigação. Não pode tirar o foco da investigação. Esse deve ser o objetivo", disse. Segundo ele, o foco neste momento da oposição ao governo federal não deve ser o impeachment, que pode ser consequência de um aprofundamento das investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. "Não é o objetivo fazer o impeachment. O objetivo é investigar. O impeachment pode ser conseqüência", ressaltou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email