Alckmin oficializa derrota na reorganização das escolas

Decreto do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que suspende a reorganização da rede estadual de ensino, anunciado nessa sexta-feira, 4, foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo deste sábado, 5; de acordo com o documento, a transferência valia para "casos em que as escolas da rede estadual deixarem de atender um ou mais segmentos, ou, quando passarem a atender novos segmentos"; apesar da decisão, que levou à demissão do secretário de Educação, Herman Voorwald, os estudantes decidiram em assembleias que irá manter as ocupações

Decreto do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que suspende a reorganização da rede estadual de ensino, anunciado nessa sexta-feira, 4, foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo deste sábado, 5; de acordo com o documento, a transferência valia para "casos em que as escolas da rede estadual deixarem de atender um ou mais segmentos, ou, quando passarem a atender novos segmentos"; apesar da decisão, que levou à demissão do secretário de Educação, Herman Voorwald, os estudantes decidiram em assembleias que irá manter as ocupações
Decreto do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que suspende a reorganização da rede estadual de ensino, anunciado nessa sexta-feira, 4, foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo deste sábado, 5; de acordo com o documento, a transferência valia para "casos em que as escolas da rede estadual deixarem de atender um ou mais segmentos, ou, quando passarem a atender novos segmentos"; apesar da decisão, que levou à demissão do secretário de Educação, Herman Voorwald, os estudantes decidiram em assembleias que irá manter as ocupações (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Decreto do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que suspende a reorganização da rede estadual de ensino, anunciado nessa sexta-feira, 4, foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo deste sábado, 5.

De acordo com o documento, a transferência valia para "casos em que as escolas da rede estadual deixarem de atender um ou mais segmentos, ou, quando passarem a atender novos segmentos". A proposta do governo era criar ciclos únicos para os estudantes.

A decisão foi tomada após uma onda de protestos realizada por estudantes que ocuparam escolas por todo o estado. Nesta sexta-feira (4), 196 escolas estavam ocupadas, segundo a Secretaria da Educação – o sindicato dos professores, Apeoesp, afirma que são 205.

Apesar da decisão, os estudantes decidiram em assembleias que irá manter as ocupações. 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247