Alckmin suspende obras da linha Verde do Metrô

Início das obras da linha 2-Verde até Guarulhos será suspensa por um ano; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que irá priorizar as obras que já estão em andamento; início do novo trecho é adiado desde setembro de 2014, quando o governo concluiu a licitação e assinou contrato com oito consórcios

Início das obras da linha 2-Verde até Guarulhos será suspensa por um ano; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que irá priorizar as obras que já estão em andamento; início do novo trecho é adiado desde setembro de 2014, quando o governo concluiu a licitação e assinou contrato com oito consórcios
Início das obras da linha 2-Verde até Guarulhos será suspensa por um ano; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que irá priorizar as obras que já estão em andamento; início do novo trecho é adiado desde setembro de 2014, quando o governo concluiu a licitação e assinou contrato com oito consórcios (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O governo de São Paulo suspendeu pelo período de um ano o início das obras da linha 2-Verde do Metrô até Guarulhos. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) alegou que a suspensão ocorreu devido ao ajuste fiscal da União e que irá priorizar as obras que já estão em andamento.

O início do novo trecho é adiado desde setembro de 2014, quando o governo do Estado concluiu a licitação e assinou contrato com oito consórcios para a execução do projeto. Atualmente, a linha Verde vai da estação Vila Madalena, na Zona Oeste de São Paulo, até a Vila Prudente, na Zona Leste.

O novo trecho da linha terá 14,4 km de extensão e contará com 13 estações: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra, essas duas últimas estações estão localizadas em Guarulhos.

Leia abaixo a nota divulgada pelo Metrô:

Em decorrência da não liberação de limite pela União durante o Plano de Ajuste Fiscal, no segundo semestre de 2015, de um financiamento de R$ 2,5 bilhões via BNDES previstos para a extensão da Linha 2- Verde, os oito contratos da obra foram suspensos até dezembro de 2016. Priorizando a conclusão de empreendimentos já iniciados, o Governo do Estado decidiu realocar os recursos de outro financiamento do BNDES destinado à Linha 2 (R$ 1,5 bilhão) para a conclusão de duas obras já em andamento: R$ 760 milhões para a Linha 5-Lilás e R$ 740 milhões para a Linha 6-Laranja. A medida foi aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo em dezembro de 2015.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247