Alckmin tenta se afastar do caixão do golpe PSDB-MDB

Embora Michel Temer toque a agenda tucana e tenha sido colocado no poder pelo golpe PSDB-MDB, o candidato Geraldo Alckmin, que representa os interesses golpistas, tenta se distanciar da imagem do emedebista, que declarou nesta sexta-feira 17 apoiar o tucano como candidato à presidência; "O Temer nem gosta de mim", tentou enganar Alckmin neste sábado

Alckmin tenta se afastar do caixão do golpe PSDB-MDB
Alckmin tenta se afastar do caixão do golpe PSDB-MDB (Foto: Beto Barata/PR)

247 - Embora Michel Temer toque a agenda tucana e tenha sido colocado no poder pelo golpe PSDB-MDB, o candidato Geraldo Alckmin, que representa os interesses golpistas, tenta se distanciar da imagem do emedebista, que declarou apoiar o tucano como candidato à presidência. 

Neste sábado, ele declarou: "Não tem apoio nenhum. O Temer nem gosta de mim. Quando houve a ação para investigá-lo, a bancada inteira de São Paulo votou pela investigação".

No debate da RedeTV! nesta sexta, o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, trouxe à tona a declaração de Temer, e Alckmin tentou novamente se desvencilhar da imagem do golpista.

Na última quinta-feira, questionado pela Folha de S.Paulo sobre o arco de alianças montado por Alckmin com partidos da base aliada, Temer respondeu: "Se você dissesse: ‘quem o governo apoia?’. Parece que é o Alckmin, né?".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247