Alego vota na instituição do projeto Goiás Sem Fronteiras

Projeto visa proporcionar educação e capacitação científica aos estudantes da rede pública e privada, bem como universitários, em instituições de ensino de excelência, reconhecidas em nível mundial; para execução do programa, segundo Marconi Perillo, poderão ser firmados convênios, acordos de cooperação com órgãos e entidades de administração pública da federação, além de organizações internacionais, governo estrangeiros, sem veto a instituições privadas; vagas serão ofertadas a cada ano, preferencialmente a estudantes de ensino médio, superior, de pós-graduação strictu sensu e pesquisadores em estágio pós-doutoral

Projeto visa proporcionar educação e capacitação científica aos estudantes da rede pública e privada, bem como universitários, em instituições de ensino de excelência, reconhecidas em nível mundial; para execução do programa, segundo Marconi Perillo, poderão ser firmados convênios, acordos de cooperação com órgãos e entidades de administração pública da federação, além de organizações internacionais, governo estrangeiros, sem veto a instituições privadas; vagas serão ofertadas a cada ano, preferencialmente a estudantes de ensino médio, superior, de pós-graduação strictu sensu e pesquisadores em estágio pós-doutoral
Projeto visa proporcionar educação e capacitação científica aos estudantes da rede pública e privada, bem como universitários, em instituições de ensino de excelência, reconhecidas em nível mundial; para execução do programa, segundo Marconi Perillo, poderão ser firmados convênios, acordos de cooperação com órgãos e entidades de administração pública da federação, além de organizações internacionais, governo estrangeiros, sem veto a instituições privadas; vagas serão ofertadas a cada ano, preferencialmente a estudantes de ensino médio, superior, de pós-graduação strictu sensu e pesquisadores em estágio pós-doutoral (Foto: Realle Palazzo-Martini)

Goiás 247 - Durante a sessão ordinária desta terça-feira (1) está prevista a deliberação de processos da Governadoria do Estado, entre eles o processo nº 3743/15 que institui o programa Goiás Sem Fronteira. O projeto visa proporcionar educação e capacitação científica aos estudantes da rede pública e privada, bem como universitários, em instituições de ensino de excelência, reconhecidas em nível mundial.

O programa Goiás Sem Fronteira tem respaldo da Junta de Programação Orçamentária e Financeira e visa também contribuir com o setor empresarial e a gestão pública para a formação de jovens com conhecimento científico, intelectual, cultural, criativo, tecnológico e de inovação, ampliando as condições gerais de competividade global do Estado.

Para execução do programa, segundo Marconi Perillo, poderão ser firmados convênios, acordos de cooperação com órgãos e entidades de administração pública da federação, além de organizações internacionais, governo estrangeiros, sem veto a instituições privadas. As vagas serão ofertadas a cada ano, preferencialmente a estudantes de ensino médio, superior, de pós-graduação strictu sensu e pesquisadores em estágio pós-doutoral.

Os recursos necessários para custeio do programa Goiás Sem Fronteiras serão viabilizados mediante dotações consignadas no Orçamento Geral do Estado, através de um crédito especial de até R$ 3 milhões, previstos no Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247