Aleluia diz que Wagner faz "contorcionismos"

A suposta 'crise' na segurança pública, apontada pela oposição, continua a dar tom ao período pré-eleitoral; depois de o governador Jaques Wagner quebrar reagir ao bombardeio que vem tomando, comparando sua gestão com a do candidato e ex-governador Paulo Souto, o presidente estadual do Democratas (DEM), José Carlos Aleluia, resolveu partir para o ataque mais uma vez; "Governador, não adianta fazer contorcionismos numéricos, porque não dá para esconder a tragédia da violência que os baianos sofrem na pele sob sua gestão"

A suposta 'crise' na segurança pública, apontada pela oposição, continua a dar tom ao período pré-eleitoral; depois de o governador Jaques Wagner quebrar reagir ao bombardeio que vem tomando, comparando sua gestão com a do candidato e ex-governador Paulo Souto, o presidente estadual do Democratas (DEM), José Carlos Aleluia, resolveu partir para o ataque mais uma vez; "Governador, não adianta fazer contorcionismos numéricos, porque não dá para esconder a tragédia da violência que os baianos sofrem na pele sob sua gestão"
A suposta 'crise' na segurança pública, apontada pela oposição, continua a dar tom ao período pré-eleitoral; depois de o governador Jaques Wagner quebrar reagir ao bombardeio que vem tomando, comparando sua gestão com a do candidato e ex-governador Paulo Souto, o presidente estadual do Democratas (DEM), José Carlos Aleluia, resolveu partir para o ataque mais uma vez; "Governador, não adianta fazer contorcionismos numéricos, porque não dá para esconder a tragédia da violência que os baianos sofrem na pele sob sua gestão" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A suposta 'crise' na segurança pública da Bahia, apontada pela oposição, continua a dar tom ao período pré-eleitoral. Depois de o governador Jaques Wagner quebrar o silêncio e começar a reagir ao bombardeio que vem tomando, comparando sua gestão com a do candidato e ex-governador Paulo Souto (DEM), o presidente estadual do Democratas (DEM), José Carlos Aleluia, resolveu partir para o ataque mais uma vez.

"Governador Jaques Wagner, não adianta fazer contorcionismos numéricos, porque não dá para esconder a tragédia da violência que os baianos sofrem na pele sob sua gestão". Segundo Aleluia, ao apresentar números de melhoria na segurança, Wagner faz "mais uma tentativa de escamotear a realidade".

Aleluia afirma que no governo de Souto não havia mais assassinatos na Bahia do que em São Paulo, estado que tem população três vezes maior.

"No período de 2007 a 2013, com Wagner no governo, 33.795 mil baianos foram assassinados, enquanto, em São Paulo, o número de homicídios foi de 31.663. Para piorar a situação baiana, o governo paulista reduziu os assassinatos, enquanto houve aumento dos homicídios na Bahia administrada pelo PT".

O líder democrata disse ainda que "o combate ao crime não se faz com propaganda nem conversa fiada, mas com ações de inteligência e rigor". "O governador fala tanto do Pacto pela Vida, mas essa iniciativa parece mais uma ação de marketing do que uma medida eficiente de combate à violência".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247