Alemanha devolve obras de arte a famílias de judeus perseguidos pelo regime nazista

Os trabalhos estavam sob posse do colecionador Cornelius Gurlitt, cujo pai, figura próxima de Adolf Hitler, havia comprado diretamente do regime nazista

Museu de Auschwitz, na Polônia
Museu de Auschwitz, na Polônia (Foto: REUTERS/Kacper Pempel)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Cultura da Alemanha anunciou que devolveu às famílias 14 obras de arte que foram roubadas de judeus durante a perseguição que sofreram pelo regime nazista.

Os trabalhos estavam sob a posse de Cornelius Gurlitt, falecido em 2014 e cujo pai, figura próxima de Adolf Hitler, havia comprado diretamente do regime nazista. 

Até o momento, somente as 14 obras foram identificadas como tendo pertencido a judeus. No entanto, apura-se a proveniência do restante da coleção, que contém telas de Renoir, Cézanne, Beckmann, Delacroix e Munch. 

As informações foram reportadas na Folha de S. Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247