Aloysio quer investigação sobre agressão do MST a cientistas

Senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) pediu ao Ministério da Justiça que acione a Polícia Federal para investigar invasão de reunião da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), em Brasília, no último dia 5, por integrantes da Via Campesina e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra; tucano classificou como inominável a destruição de mudas de eucalipto cultivadas há 14 anos para pesquisa genética por mulheres do MST; "Depredaram o auditório onde se realizava a reunião e reivindicaram para si, como fanfarrões, o direito de se opor pela violência a qualquer forma de deliberação sobre organismos geneticamente modificados", criticou

Senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) pediu ao Ministério da Justiça que acione a Polícia Federal para investigar invasão de reunião da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), em Brasília, no último dia 5, por integrantes da Via Campesina e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra; tucano classificou como inominável a destruição de mudas de eucalipto cultivadas há 14 anos para pesquisa genética por mulheres do MST; "Depredaram o auditório onde se realizava a reunião e reivindicaram para si, como fanfarrões, o direito de se opor pela violência a qualquer forma de deliberação sobre organismos geneticamente modificados", criticou
Senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) pediu ao Ministério da Justiça que acione a Polícia Federal para investigar invasão de reunião da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), em Brasília, no último dia 5, por integrantes da Via Campesina e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra; tucano classificou como inominável a destruição de mudas de eucalipto cultivadas há 14 anos para pesquisa genética por mulheres do MST; "Depredaram o auditório onde se realizava a reunião e reivindicaram para si, como fanfarrões, o direito de se opor pela violência a qualquer forma de deliberação sobre organismos geneticamente modificados", criticou (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) pediu ao Ministério da Justiça que acione a Polícia Federal para investigar invasão de reunião da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), em Brasília (DF), no último dia 5, por integrantes da Via Campesina e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

O tucano classificou como inominável a destruição de mudas de eucalipto cultivadas há 14 anos para pesquisa genética por mulheres do MST. Sem Terra e Via Campesina são contra o cultivo transgênico da espécie.

Ele enviou ao ministro José Eduardo Cardozo documentos que provam a responsabilidade daqueles integrantes na ação que terminou com agressões e ameaças a pesquisadores que analisavam processos.

"Depredaram o auditório onde se realizava a reunião e reivindicaram para si, como fanfarrões, o direito de se opor pela violência a qualquer forma de deliberação sobre organismos geneticamente modificados, finalidade para qual esse órgão foi criado por lei do Congresso Nacional", criticou o senador.

Ciência e Tecnologia
Aloysio Nunes se disse contra a ida da Via Campesina em audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado. Um integrante foi convidado a fazer parte da discussão sobre acesso ao patrimônio genético e uso sustentável da biodiversidade. "Discordo frontalmente. Esse movimento se colocou fora da lei".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247