Altman: 'pandemia acelerou o apodrecimento do neoliberalismo. Só há saída pela esquerda'

"Somente há saída para a crise brasileira com um novo governo de esquerda, disposto a romper com o modelo atual e implantar reformas estruturais", afirma o jornalista Breno Altman. "O país está em ruínas após quase cinco anos sob agenda pró-mercado", diz. "A pandemia expôs as entranhas desse modelo e acelerou seu apodrecimento, mas o definhamento antecede a doença"

Breno Altman
Breno Altman (Foto: Brasil 247- Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em coluna publicada no jornal Folha de S.Paulo, o jornalista Breno Altman criticou Jair Bolsonaro e disse que "somente há saída para a crise brasileira com um novo governo de esquerda, disposto a romper com o modelo atual e implantar reformas estruturais, alterando as bases do Estado e do desenvolvimento econômico-social, como propôs o PT em programa recentemente lançado, estranhamente silenciado por grandes veículos de comunicação".

"O país está em ruínas após quase cinco anos sob agenda pró-mercado. Os lucros do capital financeiro estão preservados e engordam, enquanto os níveis de renda e emprego desabam. Milhões de brasileiros retornam à miséria, em um despenhadeiro cujo único anteparo é a renda emergencial aprovada pelo Parlamento, de valor minguante e marcada para morrer", continuou.

De acordo com o jornalista, "a pandemia expôs as entranhas desse modelo e acelerou seu apodrecimento, mas o definhamento antecede a doença". "Depois de um triênio (entre 2017 e 2019) com crescimento médio de 1,25%, a perspectiva é de uma queda superior a 5% no ano corrente. O desemprego aberto ameaça alcançar os 15%, enquanto a massa salarial pode sofrer redução próxima a 5%", avaliou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247