Amastha adianta: não é contra Kátia ministra

A possível ida da senadora Kátia Abreu (PMDB) para o comando do Ministério da Agricultura ganhou nesta segunda-feira, 24, o apoio de um arquiinimigo político; prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), que fez dura campanha contra reeleição de Kátia para o Senado, adota postura pragmática sobre o que pode render para Palmas a ida da senadora à Esplanada dos Ministérios; "Aos mais desavisados. Não endosso abaixo-assinado para impedir a nomeação de um ministro do Tocantins. Divergências não mistura com o Estado", afirmou o prefeito em sua conta no Twitter

A possível ida da senadora Kátia Abreu (PMDB) para o comando do Ministério da Agricultura ganhou nesta segunda-feira, 24, o apoio de um arquiinimigo político; prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), que fez dura campanha contra reeleição de Kátia para o Senado, adota postura pragmática sobre o que pode render para Palmas a ida da senadora à Esplanada dos Ministérios; "Aos mais desavisados. Não endosso abaixo-assinado para impedir a nomeação de um ministro do Tocantins. Divergências não mistura com o Estado", afirmou o prefeito em sua conta no Twitter
A possível ida da senadora Kátia Abreu (PMDB) para o comando do Ministério da Agricultura ganhou nesta segunda-feira, 24, o apoio de um arquiinimigo político; prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), que fez dura campanha contra reeleição de Kátia para o Senado, adota postura pragmática sobre o que pode render para Palmas a ida da senadora à Esplanada dos Ministérios; "Aos mais desavisados. Não endosso abaixo-assinado para impedir a nomeação de um ministro do Tocantins. Divergências não mistura com o Estado", afirmou o prefeito em sua conta no Twitter (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A possível ida da senadora Kátia Abreu (PMDB) para o comando do Ministério da Agricultura segue repercutindo na política tocantinense. Nesta segunda-feira, 24, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), se manifestou contrário ao abaixo-assinado que tem ganhado força na internet contra a nomeação de Kátia. 

"Aos mais desavisados. Não endosso abaixo-assinado para impedir a nomeação de um ministro do Tocantins. Divergências não mistura com o Estado", afirmou o prefeito em sua conta no Twitter.

Desafeto declarado da senadora peemedebista, Carlos Amastha apoiou a candidatura do deputado federal Eduardo Gomes (SD) para o Senado e fez duras críticas a Kátia Abreu durante a campanha eleitoral. Após o resultado das urnas, o prefeito pepista tem se mantido comedido nas críticas aos adversários e procurado adotar postura mais institucional. 

Reeleita para mais oito anos no Senado e para outros quatro anos na presidência da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Kátia Abreu foi convidada pela presidente Dilma Rousseff para ser ministra da Agricultura na quarta-feria, 19. Segundo a Folha de S. Paulo, ela teria aceitado. Entretanto, Kátia tem dito à imprensa que só vai se manifestar após o anúncio oficial.

Sua possível nomeação tem despertado protestos entre militantes de movimentos sociais e a ala mais esquerda do PT. O PMDB também se sentiu incomodado com a notícia e alegou não ter sido consultado sobre a escolha de Dilma.

Um abaixo-assinado criado pelo Movimento Brasil pelas Florestas em 2012 no site de petições Avaaz ganha força com o convite feito essa semana a Kátia pela presidente Dilma Rousseff. O texto de dois anos atrás, quando a senadora ainda era do PSD, já demonstrava temor de que ela fizesse parte do governo Dilma.

"Presidenta Dilma Roussef Repudiamos a possibilidade da senadora Kátia Abreu (PSD - TO) ser nomeada ministra em sua gestão. A nomeação de Kátia Abreu representaria um passo a mais na direção dos interesses do latifundio e das multinacionais do agronegócio. Caso essa ação se confirme será entendida por nós como um sinal do rompimento definitivo do governo federal com o desenvolvimento sustentável", diz a petição, que recebe um número significativo de assinaturas por segundo, reunindo ao todo mais de 10.400.

Leia também: Em vídeo, o protesto do MST contra Kátia Abreu

Em protesto contra Kátia Abreu, MST ocupa fazenda

Amigos de Lula defendem Kátia na Agricultura

Esquerda do PT pede que Dilma desista de Kátia 

Indicação de Kátia revolta movimentos sociais

Folha: Dilma convidou e Kátia aceitou ser ministra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247