Amastha anuncia nova estrutura da prefeitura

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, anunciou a nova estrutura administrativa municipal. Dentes elas estão a criação de uma subprefeitura na região sul de Palmas, a criação de uma agência de controle das concessionárias como água e energia, e da estrutura do Instituto 20 de maio; "Depois de quatro anos estamos implantado uma nova estrutura e retomando alguns serviços, de acordo com as necessidades da cidade e que achamos que podem melhorar no atendimento prestado à população", disse o chefe do executivo municipal em coletiva de imprensa

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, anunciou a nova estrutura administrativa municipal. Dentes elas estão a criação de uma subprefeitura na região sul de Palmas, a criação de uma agência de controle das concessionárias como água e energia, e da estrutura do Instituto 20 de maio; "Depois de quatro anos estamos implantado uma nova estrutura e retomando alguns serviços, de acordo com as necessidades da cidade e que achamos que podem melhorar no atendimento prestado à população", disse o chefe do executivo municipal em coletiva de imprensa
O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, anunciou a nova estrutura administrativa municipal. Dentes elas estão a criação de uma subprefeitura na região sul de Palmas, a criação de uma agência de controle das concessionárias como água e energia, e da estrutura do Instituto 20 de maio; "Depois de quatro anos estamos implantado uma nova estrutura e retomando alguns serviços, de acordo com as necessidades da cidade e que achamos que podem melhorar no atendimento prestado à população", disse o chefe do executivo municipal em coletiva de imprensa (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, anunciou nesta terça-feira (24) a nova estrutura administrativa municipal. Dentes elas estão a criação de uma subprefeitura na região sul de Palmas, a criação de uma agência de controle das concessionárias como água e energia, e da estrutura do Instituto 20 de maio.

"Depois de quatro anos estamos implantado uma nova estrutura e retomando alguns serviços, de acordo com as necessidades da cidade e que achamos que podem melhorar no atendimento prestado à população", disse o chefe do executivo municipal em coletiva de imprensa.

Amastha relembrou que antes que terminasse o ano de 2013, o projeto da subprefeitura foi adiado e na oportunidade foi decidido que a mesma voltaria a funcionar após a implantação do Resolve Palmas na área central de Palmas. "Após comprovado o funcionamento correto, nós o levaríamos para a região Sul, como aconteceu há seis meses e que é um grande sucesso e assim estamos abrindo a subprefeitura", disse ele.

O prefeito destacou que para o funcionamento da pasta, a Subprefeitura estará toda estruturada, com orçamento, licitação e obras, além disto, servidores serão realocados para o órgão. "Não estamos aumentando nenhum centavo nos custos da prefeitura, não vamos onerar os cofres, apenas redirecioná-la para lá", destacou, ressaltando que os gastos serão os mesmos de outubro do ano passado, tanto na Subprefeitura, quanto nos outros órgãos criados e atuais.

Outra mudança foi a criação da Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas, que irá fiscalizar e controlar os serviços públicos concedidos, permitidos na Capital. "Quando alguém reclama do aumento da conta de água e luz, por exemplo, nada podemos fazer, pois não temos este controle, mas com a aprovação do projeto na semana que vem, na Câmara, poderemos fazer isto", disse Amastha.

De acordo com o prefeito, a agência terá controle tanto da concessão de água, como de energia e todos os serviços concessionários a terceiros. "As cobranças poderão ser feitas diretamente a administração municipal e não ao Estado". Segundo ele, a Agência deverá ser autossustentável.

O Instituto 20 de Maio já está funcionando, mas que terá status de secretaria. "Em 2013, quando assumimos pela primeira vez havia um núcleo de educação e saúde, mas os recursos eram mal administrados e hoje temos um Instituto com uma escola de gestão que é modelo, com os núcleos em uma mesma estrutura", destacou. Amastha lembrou que anteriormente a gestão deste núcleo era tripartite e agora terá condução única pelos próximo quatro anos.

O prefeito ressaltou que ainda vão acontecer, gradualmente, adequações pequenas, mas tão importantes quanto às pontuadas, Questionado durante a entrevista sobre quem assumirá as novas pastas, ele revelou que a previsão do anúncio dos novos nomes é para o próximo dia 2 de fevereiro.

*Com assessoria da prefeitura

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email