Amastha e Kátia se unem pelos jogos indígenas

Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, confirmou nesta segunda-feira, 14, que Palmas será a sede dos Jogos Mundiais Indígenas, que acontecerão em junho de 2015; o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), e a senadora Kátia Abreu (PMDB) deram uma trégua nas batalhas políticas e foram juntos ao ministro Aldo Rebelo reforçar o pedido da capital tocantinense como sede dos jogos, que deve reunir cerca de dois mil atletas indígenas de 30 países; o anúncio oficial será feito pelo Ministério do Esporte no dia 19 de abril; será o primeiro passo para uma reconciliação entre Amastha e Kátia e quem sabe até uma aliança entre PP e PMDB?

Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, confirmou nesta segunda-feira, 14, que Palmas será a sede dos Jogos Mundiais Indígenas, que acontecerão em junho de 2015; o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), e a senadora Kátia Abreu (PMDB) deram uma trégua nas batalhas políticas e foram juntos ao ministro Aldo Rebelo reforçar o pedido da capital tocantinense como sede dos jogos, que deve reunir cerca de dois mil atletas indígenas de 30 países; o anúncio oficial será feito pelo Ministério do Esporte no dia 19 de abril; será o primeiro passo para uma reconciliação entre Amastha e Kátia e quem sabe até uma aliança entre PP e PMDB?
Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, confirmou nesta segunda-feira, 14, que Palmas será a sede dos Jogos Mundiais Indígenas, que acontecerão em junho de 2015; o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), e a senadora Kátia Abreu (PMDB) deram uma trégua nas batalhas políticas e foram juntos ao ministro Aldo Rebelo reforçar o pedido da capital tocantinense como sede dos jogos, que deve reunir cerca de dois mil atletas indígenas de 30 países; o anúncio oficial será feito pelo Ministério do Esporte no dia 19 de abril; será o primeiro passo para uma reconciliação entre Amastha e Kátia e quem sabe até uma aliança entre PP e PMDB? (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 – Pouco menos de três meses depois de dizer que a senadora Kátia Abreu era um “câncer” no PMDB, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), encontrou-se com a senadora nesta segunda-feira, 14, em Brasília.

Os dois foram ao ministro do Esporte, Aldo Rebelo, onde ouviram do ministro a confirmação de que a cidade de Palmas será a sede dos Jogos Mundiais Indígenas, que acontecerão em junho de 2015. Palmas disputava com Belém e Marabá a sede dos jogos. O anúncio oficial será feito pelo Ministério do Esporte no dia 19 de abril. A expectativa é que aproximadamente dois mil atletas participem dos Jogos Mundiais, com a participação de indígenas de 30 países. 

Além da senadora, representantes da classe política do Tocantins também manifestaram apoio à realização dos Jogos, como o governador Sandoval Cardoso (SD), dos senadores Vicentinho Alves (SD), Ataídes Oliveira (Pros).

Amastha elogiou o "trânsito livre" da senadora junto ao governo federal. “Agradeço a todos que não têm medido esforços para apoiar Palmas e defender os interesses de todos os palmenses, em especial a senadora Kátia Abreu, que tem junto ao Governo Federal trânsito livre, seu apoio é fundamental", ressaltou Amastha. 

Em sua página no Twitter, o próprio prefeito Amastha postou a foto ao lado da senadora Kátia Abreu. “No Ministerio dos Esportes.Todos juntos por Palmas sede dos primeiros jogos mundiais indígenas.Por Palmas.Obrigado.”, escreveu Amastha (veja aqui o post)

Segundo a material divulgado pela assessoria da senadora, o prefeito Carlos Amastha "apresentou um grande projeto para sediar os jogos que pode fundamentar uma decisão do governo federal no sentido de que a Capital do Tocantins seja sede permanente das competições internacionais indígenas". Ainda conforme a parlamentar, será desenvolvido, ainda, junto com o Sebrae Nacional, durante os jogos, um projeto de uma grande feira internacional de artesanato para que os indígenas exponham seus produtos culturais e os comercializem.

O projeto apresentado pela Prefeitura tem o lago como o cenário do projeto, que prevê a criação de uma nova praia logo após a Praia do Caju, que terá a caracterização indígena e cuja estrutura será aproveitada turisticamente mesmo após o evento. Será ainda um novo cartão postal da cidade.

Em forma de estrela, está projetada a Aldeia que será a casa dos indígenas durante a realização do evento, e será instalada às margens do ribeirão Taquaruçu, que deságua no Lago. O projeto estrutural prevê ainda a Grande Arena, para a realização dos jogos, Campo de Beisebol, Museu, entre outros.

Será o evento desta segunda-feira primeiro passo para uma reconciliação entre Carlos Amastha e Kátia Abreu, e quem sabe até uma aliança entre PP e PMDB? (Atualizada às 19h09)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247