Ameaçando deixar o PSB, FBC diz estar avaliando 'alternativas partidárias'

Emparedado pelo próprio partido, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), disse estar avaliando a possibilidade de "novas alternativas partidárias" caso não haja entendimento junto a legenda a qual está filiado desde 2005; "Se este caminho não for possível, então buscaremos novas alternativas partidárias, para poder continuar realizando nosso trabalho e cumprindo os compromissos assumidos com os pernambucanos e pernambucanas ao longo destes 35 anos de vida pública", disse

senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - Emparedado pelo próprio partido, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), disse estar avaliando a possibilidade de "novas alternativas partidárias" caso não haja entendimento junto a legenda a qual está filiado desde 2005. "Se este caminho não for possível, então buscaremos novas alternativas partidárias, para poder continuar realizando nosso trabalho e cumprindo os compromissos assumidos com os pernambucanos e pernambucanas ao longo destes 35 anos de vida pública", disse o parlamentar.

O clima de insatisfação deriva do fato dele, juntamente com outros15 deputados e mais um senador, estarem sendo processados pelo Conselho de Ética do partido em razão de terem apoiado propostas do governo Michel Temer, como a reforma trabalhista, após a Executiva da legenda ter deixado a base governista.

Nesta semana, FBC percorreu 11 cidades pernambucanas participando de reuniões com gestores públicos, lideranças políticas e representantes de movimentos sociais, para costurar acordos políticos e prestar contas do seu mandato.

"Sou um sertanejo e fiz questão de percorrer primeiro esta região para conversar de perto com os amigos que já me acompanham há muitas lutas. Estamos enfrentando um clima de radicalização dentro do PSB, que abriu processo no Conselho de Ética contra 16 deputados e dois senadores, o que inegavelmente gera muito desconforto para nós", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email