Amorim se diz "firme e determinado" em candidatura ao governo

Senador rebate reportagem publicada pelo Sergipe 247, que dava conta de uma possível desistência da candidatura dele ao governo, caso o prefeito João Alves Filho (DEM) se lance à disputa; de acordo com Eduardo Amorim, Sergipe precisa e clama por renovação e ele tem "o direito de oferecer tal oportunidade ao povo sofrido e esperançoso por dias melhores"; "Quero reafirmar que a escolha do nosso nome foi uma decisão de grupo e que foi aceita por mim e aprovada, principalmente, por minha família", frisa

Senador rebate reportagem publicada pelo Sergipe 247, que dava conta de uma possível desistência da candidatura dele ao governo, caso o prefeito João Alves Filho (DEM) se lance à disputa; de acordo com Eduardo Amorim, Sergipe precisa e clama por renovação e ele tem "o direito de oferecer tal oportunidade ao povo sofrido e esperançoso por dias melhores"; "Quero reafirmar que a escolha do nosso nome foi uma decisão de grupo e que foi aceita por mim e aprovada, principalmente, por minha família", frisa
Senador rebate reportagem publicada pelo Sergipe 247, que dava conta de uma possível desistência da candidatura dele ao governo, caso o prefeito João Alves Filho (DEM) se lance à disputa; de acordo com Eduardo Amorim, Sergipe precisa e clama por renovação e ele tem "o direito de oferecer tal oportunidade ao povo sofrido e esperançoso por dias melhores"; "Quero reafirmar que a escolha do nosso nome foi uma decisão de grupo e que foi aceita por mim e aprovada, principalmente, por minha família", frisa (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - Diante de reportagem publicada, nesta segunda-feira (10), no Sergipe 247, que dava conta de uma possível desistência da candidatura do senador Eduardo Amorim (PSC) ao governo, caso o prefeito João Alves Filho (DEM) se lance à disputa, a Assessoria de Comunicação enviou nota à redação negando tal possibilidade.

De acordo com o senador, Sergipe precisa e clama por renovação e "eu tenho o direito de oferecer tal oportunidade ao povo sofrido e esperançoso por dias melhores". "Quero reafirmar que a escolha do nosso nome foi uma decisão de grupo e que foi aceita por mim e aprovada, principalmente, por minha família", disse. Amorim afirma ainda que compreende o posicionamento de outros políticos, mas entende ser este o momento de mudanças.

"Além disso, respeito qualquer opinião, mas estamos firmes no propósito traçado pelo grupo e seguiremos com determinação a caminhada em busca do projeto de mudança, oferecendo uma nova oportunidade aos sergipanos", finaliza.

Abaixo o texto na íntegra: 

Eduardo Amorim: "Nunca estive tão determinado"

O senador Eduardo Amorim, através da sua Assessoria de Comunicação, vem afirmar que nunca houve nenhuma discussão, e não haverá, em torno de qualquer possibilidade de desistência da pré-candidatura ao Governo de Sergipe.

O senador já foi o mais votado para o cargo de deputado federal, assim como aconteceu na eleição para o Senado Federal. Eduardo Amorim tem dito a amigos e aliados que nunca esteve tão determinado em uma eleição como está neste momento.

Ainda de acordo com o senador, Sergipe precisa e clama por renovação e "eu tenho o direito de oferecer tal oportunidade ao povo sofrido e esperançoso por dias melhores". Além das formações em Medicina e Direito e duas pós-graduações, Eduardo tem se debruçado diuturnamente em todas as informações de descaso que hoje vive o Estado.

"Esse é o retrato que é passado em cada encontro que mantenho com entidades e sindicatos, onde venho debatendo com eles e pedindo que nos ajude a entender toda a situação e, consequentemente, procurar buscar juntos uma solução em cada segmento do Governo", afirmou Amorim.

"Tenho procurado ouvir e entender, por exemplo, porque o Governo economizou R$ 300 milhões com os servidores e não foi capaz sequer de construir um hospital específico para a categoria que não custaria mais de R$ 100 milhões", acrescentou o senador.

"Vivemos o pior momento da Saúde pública em Sergipe, onde mais de 60% da população reprova o sistema de Saúde que é oferecido e num Estado onde 87% é Susdependente", diz Eduardo Amorim.

Eduardo diz ainda que Sergipe não pode continuar com o mesmo número de secretarias, superior ao Estado de São Paulo. Além disso, um Governo que só pensa em empréstimo, e que em 2008 possuía um endividamento de R$ 800 milhões e atualmente já está em R$ 5 bilhões, precisa ser repensado.

"O Estado tem hoje uma Secretaria da Casa Civil com orçamento de R$ 40 milhões e uma Comunicação, também, com R$ 40 milhões para estabelecer uma quantidade exorbitante de propaganda enganosa. Sergipe hoje gasta, por dia, algo em torno de R$ 200 mil com publicidade. Isso não pode continuar", afirma Amorim.

Candidatura

Sobre a opinião exposta de uma possível não-candidatura de Eduardo Amorim, ele esclarece que o Brasil é um País democrático onde qualquer cidadão, desde que esteja filiado a um partido, tem todo o direito de lançar candidato em qualquer esfera, "mas quero reafirmar que a escolha do nosso nome foi uma decisão de grupo e que foi aceita por mim e aprovada, principalmente, por minha família".

Eduardo Amorim reafirma que compreende o posicionamento de outros políticos, mas entende ser este o momento de mudanças. "Além disso, respeito qualquer opinião, mas estamos firmes no propósito traçado pelo grupo e seguiremos com determinação a caminhada em busca do projeto de mudança, oferecendo uma nova oportunidade aos sergipanos", finaliza.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email