Anderson Silva já pensa em voltar a lutar no UFC

 O lutador de MMA Anderson Silva, que fraturou a perna esquerda durante luta no último final de semana, deve deixar, ainda nesta terça-feira (31), o hospital em Las Vegas onde foi submetido a uma cirurgia; responsável por conduzir a operação, Steve Sanders falou que a primeira coisa que o brasileiro perguntou foi quando poderá voltar a lutar; segundo o médico, do ponto de vista ortopédico, Anderson não terá problemas para retornar ao ringues; mas não com o apoio de um dos filhos: pelas redes sociais, Kalyl do Silva, de 15 anos, pediu que o pai abandone o MMA

 O lutador de MMA Anderson Silva, que fraturou a perna esquerda durante luta no último final de semana, deve deixar, ainda nesta terça-feira (31), o hospital em Las Vegas onde foi submetido a uma cirurgia; responsável por conduzir a operação, Steve Sanders falou que a primeira coisa que o brasileiro perguntou foi quando poderá voltar a lutar; segundo o médico, do ponto de vista ortopédico, Anderson não terá problemas para retornar ao ringues; mas não com o apoio de um dos filhos: pelas redes sociais, Kalyl do Silva, de 15 anos, pediu que o pai abandone o MMA
 O lutador de MMA Anderson Silva, que fraturou a perna esquerda durante luta no último final de semana, deve deixar, ainda nesta terça-feira (31), o hospital em Las Vegas onde foi submetido a uma cirurgia; responsável por conduzir a operação, Steve Sanders falou que a primeira coisa que o brasileiro perguntou foi quando poderá voltar a lutar; segundo o médico, do ponto de vista ortopédico, Anderson não terá problemas para retornar ao ringues; mas não com o apoio de um dos filhos: pelas redes sociais, Kalyl do Silva, de 15 anos, pediu que o pai abandone o MMA (Foto: Valter Lima)

247 - O lutador de MMA Anderson Silva, que fraturou a perna esquerda durante luta no último final de semana, deixará nesta terça-feira (31) o hospital em Las Vegas onde foi submetido na madrugada de domingo a uma cirurgia. O brasileiro sofreu fratura ao tentar um chute baixo, um de seus golpes principais, na perna do norte-americano Chris Weidman, de quem tentava recuperar o cinturão dos médios do UFC.

Anderson deve se deslocar até Hermosa Beach, onde vive atualmente com a sua família, de ônibus, já que uma viagem de avião poderia prejudicá-lo devido à pressão existente dentro da aeronave. Após ter sido operado para reparar a fratura na perna, ele já pensa na volta ao UFC. Responsável por conduzir a cirurgia, Steve Sanders falou que a primeira coisa que o brasileiro perguntou foi quando poderá voltar a lutar.

Questionado sobre o assunto, Sanders respondeu: "Se tivesse que dar um palpite, a recuperação da fratura levaria entre três e seis meses. Para voltar a treinar, demoraria de seis a nove meses." O médico disse ainda que, do ponto de vista ortopédico, Anderson não terá problemas para voltar a lutar.

A cirurgia durou cerca de uma hora. Uma haste de titânio foi colocada na tíbia do lutador, que ficará por mais alguns dias no hospital, onde serão monitorados o nível de dor e os antibióticos. O brasileiro anda de muletas e poderá colocar peso sobre a perna operada dentro de algumas semanas, dependendo do grau de conforto. O médico ainda disse que não existia nenhum tipo de predisposição que levou Anderson a quebrar a perna do jeito que quebrou e ainda esclareceu que a idade não teve influência no ocorrido.

Pelas redes sociais, Kalyl do Silva (15), um dos filhos de Anderson, pediu que ele abandone o esporte. "Espero que se aposente e volte para casa. Porque estou cansado do meu pai treinar todo dia e ficar longe por 2 ou 3 meses", escreveu.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247