Andrés vai acionar Leão

Dirigente da CBF no gostou de insinuao de treinador so paulino sobre suposto conselho para apoiador Lucas forar carto amarelo

Andrés vai acionar Leão
Andrés vai acionar Leão (Foto: FILIPE ARAÚJO/AGÊNCIA ESTADO)

Andrés Sanchez agora é diretor de seleções da CBF, mas a rivalidade dele com o São Paulo segue a mesma dos tempos de Corinthians. Nesta sexta-feira, o dirigente respondeu com dureza às críticas feitas, também de forma assertiva, pelo técnico Emerson Leão. Mais cedo, o treinador tricolor reclamou de Lucas não ter sido autorizado pela CBF a viajar somente no domingo à noite para o amistoso contra a Bósnia-Herzegovina, na terça, e assim, poder jogar o clássico contra o Palmeiras.

O agora dirigente da CBF também reclamou de Leão ter insinuado, em entrevista coletiva, que a CBF sugeriu a Lucas forçar o terceiro amarelo quarta-feira, contra o Bragantino, e assim evitar "barulho" por estar ausente no clássico de domingo, frente ao Palmeiras, para servir à seleção.

"É irresponsável falar uma coisa destas. Ele vinha tão bem como treinador, mas acho que ele voltou ao passado. Ele me dê o nome de quem foi (que sugeriu o cartão) que será demitido na hora da CBF. Aliás, ele vai ter que responder isso judicialmente, porque é uma irresponsabilidade", ameaçou Andrés Sanchez, em entrevista ao Sportv.

O ex-presidente do Corinthians também garantiu que, apesar das duas críticas feitas por Leão, o São Paulo não fez um pedido oficial para que Lucas postergasse sua apresentação à seleção. O clube paulista reclama que Dedé, do Vasco, foi autorizado a viajar só no domingo para a Suíça, onde acontece o amistoso contra a Bósnia, para que pudesse disputar a final da Taça Guanabara contra o Fluminense, no domingo à tarde. O São Paulo reclama não ter tido o mesmo benefício.

Ainda de acordo com Andrés Sanchez, não é mais possível postergar a apresentação de Lucas. "Agora, não libera mais não". Além de Dedé e Lucas, foram convocados outros quatro jogadores que atuam no Brasil: Ronaldinho Gaúcho, Leandro Damião, Neymar e Ganso. Os dois primeiros não jogam no fim de semana porque seus clubes foram eliminados do primeiro turno dos respectivos campeonatos estaduais. Já o Santos teve seu jogo contra a Ponte Preta antecipado de sábado para domingo e poderá ter seus dois selecionáveis em campo pelo Paulistão.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247