Anonymous divulga dados de Quintella e Temer

Conhecido mundialmente como Anonymous, o grupo de hackers divulgou na internet dados pessoais do alagoano Maurício Quintella (PR), eleito deputado federal e que, hoje, comanda o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil; há informações como localização de suas residências na capital alagoana, telefones, CPF, CEP, nomes de parentes e até de pessoas ligadas ao ministro; hackers também destacam a condenação, em 2014, por participação em um esquema que desviou dinheiro destinado ao pagamento de merenda escolar, entre 2003 e 2005, quando era secretário de Estado da Educação;  também foram revelados dados do presidente Temer, da primeira-dama, Marcela Temer, e de outros ministros;

(Brasília - DF, 11/01/2017) Reunião com o Núcleo de Infraestrutura. Foto: Alan Santos/PR
(Brasília - DF, 11/01/2017) Reunião com o Núcleo de Infraestrutura. Foto: Alan Santos/PR (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O grupo de hackers conhecido mundialmente como Anonymous iniciou uma série de ataques contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) após a delação da JBS, que ganha as manchetes de jornais de todo o país desde a última quarta-feira (17). Eles divulgaram na internet dados pessoais do presidente, da primeira-dama, Marcela Temer, e também de alguns ministros, a exemplo do alagoano Maurício Quintella (PR), eleito deputado federal e que, hoje, comanda o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. 

A ação do grupo foi denominada #OpForaTeme, em defesa da renúncia do presidente que tenta se ver livre do escândalo de corrupção a ele atribuído. Na rede mundial de computadores, há informações pessoais como localização de suas residências na capital alagoana, telefones pessoais, CPF, CEP, nomes de parentes e até de pessoas ligadas ao ministro.

E entre as informações relativas ao ministro, os hackers destacam a condenação, em 2014, por participação em um esquema que desviou dinheiro destinado ao pagamento de merenda escolar, entre 2003 e 2005, quando era secretário de Estado da Educação. 

A assessoria do ministro foi procurada e disse não ter sido notificada acerca da divulgação dos referidos dados. 

Os hackers se intitulam como "a voz daqueles que não têm voz", divulgando um manifesto por meio do qual elegem o presidente Michel Temer como principal alvo. "Saudações, cidadão brasileiro. Nós somos Anonymous. Somos a voz daqueles que não têm voz. O senhor presidente da República Michel Temer será o principal alvo de nossas operações. Declaramos guerra à qualquer autoridade, seja política ou não, que oprime a população. Não somos um movimento partidário, e estaremos aqui para lutar contra qualquer governo, seja de direita ou esquerda, que prejudique a grande maioria". 

Conforme os dados vazados, Michel Temer tem os bens declarados em mais de R$ 7,5 milhões. Além de Michel e Marcela Temer, o documento exposed da Anonymous dados de políticos como o senador Romero Jucá (PMDB), Gilberto Kassab (ministro de Ciência e Tecnologia, do PSD), Raul Jungmann (ministro da Defesa, PPS), Henrique Meirelles (ministro da Fazenda, PSD) e José Sarney Filho (ministro do Meio Ambiente, PV), 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247