"Apaguinho" causa perdas de R$ 30 mi no Araripe

Quatro municípios do Sertão do Araripe ficaram sem energia elétrica, nesta segunda-feira (14), durante cinco horas, por causa de uma falha na linha de transmissão da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), que liga Araripina à cidade de Salgueiro; segundo o Sindicato da Indústria do Gesso do Estado (Sindusgesso), as indústrias do Polo Gesseiro- que respondem por 95% da porduççao nacional - tiveram um prejuízo de R$ 30 milhões e deixaram de produzir 200 mil toneladas por causa do problema

"Apaguinho" causa perdas de R$ 30 mi no Araripe
"Apaguinho" causa perdas de R$ 30 mi no Araripe
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – Quatro municípios do Sertão do Araripe ficaram sem energia elétrica, nesta segunda-feira (14), durante cinco horas, por causa de uma falha na linha de transmissão da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), que liga Araripina à cidade de Salgueiro, esta não foi atingida. Segundo o Sindicato da Indústria do Gesso do Estado (Sindusgesso), as indústrias do Polo Gesseiro tiveram um prejuízo de R$ 30 milhões e deixaram de produzir 200 mil toneladas com o apagão.

As cidades atingidas foram Exu, Trindade, Araripina, Parnamirim e Ouricuri, que ficaram das 10h às 15h sem energia. Segundo o Sindusgesso, apenas 3% das empresas do Polo Gesseiro possuem geradores de energia movidos a óleo diesel. Como o horário de pico, em que as indústrias pagam dez vezes mais caro pela energia, vai das 17h:30 às 20h:30, as empresas também ficaram uma parte da noite sem funcionar.

Outros serviços como bancos, telecomunicações, Internet, além do comércio, também foram prejudicados. O polo é formado por 400 fábricas de pré-moldados de gesso, 160 calcinadoras e 42 mineradoras. A região e é responsável por 95% da produção nacional de gesso.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email