Após condenação de Lula, Alckmin diz que Brasil segue normalidade democrática

O governador de São Paulo e provável candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) evitou comemorar explicitamente a condenação do ex-presidente Lula no TRF-4; nas redes sociais, no entanto, o tucano soltou uma nota cínica em que diz  que ninguém está acima da lei e que o Brasil segue "em clima de normalidade democrática" 

Após condenação de Lula, Alckmin diz que Brasil segue normalidade democrática
Após condenação de Lula, Alckmin diz que Brasil segue normalidade democrática (Foto: WBigo (SECOM/ Gov.de SP))

SP 247 - Pré-candidato à Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), evitou comemorar explicitamente a condenação do ex-presidente Lula no TRF-4, em Porto Alegre. 

Alckmin, no entanto. aproveitou para dizer que ninguém está acima da lei e que o Brasil segue "em clima de normalidade democrática". 

Tucano, no entanto, não mencionou a ausência de provas contra Lula, além de ter ficado calado sobre a decisão da PGR de pedir o arquivamento da denúncia contra seu colega de partido José Serra. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247