Após cortar verbas, Bolsonaro faz flexões e anuncia R$ 10 mi para esporte paralímpico

Presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), realizaram flexões de braço durante a assinatura de um termo de compromisso com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), que prevê investimentos de R$ 10 milhões; apesar da exibição, o governo Bolsonaro vem segurando os recursos para a área de esportes

Presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria fazem flexão
Presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria fazem flexão (Foto: Reprodução)

247 - O presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), realizaram flexões de braço durante um evento para anunciar a assinatura de um termo de compromisso com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB),  que prevê investimentos de R$ 10 milhões em 4 anos para atividades de inclusão de pessoas com deficiência, com recursos do Fundo Socioambiental Caixa. Apesar da exibição, o governo Jair Bolsonaro vem segurando os recursos para a área de esportes desde o início de seu governo. 

No evento desta quarta-feira (19), Bolsonaro e Doria fizeram cerca de 10 flexões de braço em cerca de 20 segundos na pista de atletismo do Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, na Zona Sul de São Paulo. O termo de compromisso prevê a iniciação anual de 550 alunos com deficiência da rede pública de ensino, com idades entre 10 e 17 anos, por um período de quatro anos. 

"Presidente Jair Messias Bolsonaro mandou pagar 10, a gente paga neh?", postou Doria no Facebook. O governador paulista fez 13 flexões ao todo. Apesar da euforia oficial, o governo Jair Bolsonaro vem reduzindo os investimentos na área esportiva

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, as estatais – incluindo a Caixa- suspenderam o patrocínio a 25 clubes de futebol, totalizando cerca de R$ 128 milhões. A caixa também cortou recursos v0ltados para corridas de rua projetos sociais e eventos pontuais, que no ano passado somaram R$ 31 milhões. 

Permanecem ativos, porém, até 2020, os patrocínios da Caixa ao próprio CPB (R$ 20 milhões anuais), às confederações de atletismo (R$ 14,5 milhões), ginástica (R$ 5,5 milhões) e às ligas de basquete masculina e feminina (R$ 8 milhões).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247