Após morte em CT, Vasco deve ser processado

Condies que o clube oferece a seus jovens talentos so investigadas desde o ano passado; morte de Wendel Venncio, de 14 anos, h um ms, revelou irregularidades e um Centro de Treinamento em Igua que sequer existia para a promotoria; cruzmaltino pode ter de pagar multas e ter CTs interditados

Após morte em CT, Vasco deve ser processado
Após morte em CT, Vasco deve ser processado (Foto: Divulgação)

247 - Promotores do Rio de Janeiro estão preparando uma ação civil para processar o Vasco da Gama após a morte de Wendel Junior Venâncio da Silva, de 14 anos, que passou mal e morreu na manhã do dia 8 de fevereiro, há exato um mês, durante um treino nas categorias de base do clube, em Iguaí.

Desde o ano passado, muito antes da morte de Wendel, a Promotoria da Infância e da Juventude e da Procuradoria do Trabalho tem investigado a condição que o clube carioca oferece a seus jovens talentos. A morte do adolescente acabou com qualquer possibilidade de negociação e apontou para o processo jurídico como única forma de solução.

Segundo reportagem publicada no portal UOL, após visitas feitas pela promotoria, foram encontradas situações irregulares nas condições oferecidas pelo clube a seus jogadores. Alojamentos precários, falta de contato entre criança e sua família e abandono da escola foram as principais críticas feitas. A situação contratual também foi apontada como precária pela procuradoria do trabalho.

Durante a investigação, o Vasco não havia relatado a existência de um centro de treinamento em Iguaí – a morte de Wendel revelou sua existência e fez com que o clube perdesse credibilidade. Agora o cruzmaltino corre risco de pagar multar por irregularidades além de ter seus centros de treinamento interditados.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247