Apple pede desculpas após admitir que problema na bateria deixa iPhones antigos mais lentos

A fabricante disse que o problema é que baterias de lítio envelhecidas entregam a energia de maneira desigual, o que pode fazer com que iPhones desliguem inesperadamente para proteger seus delicados circuitos internos.

Apple pede desculpas após admitir que problema na bateria deixa iPhones antigos mais lentos
Apple pede desculpas após admitir que problema na bateria deixa iPhones antigos mais lentos

(Reuters) - Enfrentando processos e a indignação de consumidores após admitir que deixou iPhones antigos com problemas na bateria mais lentos, a Apple está reduzindo o custo de substituição de baterias e irá alterar seu sistema para mostrar a usuários o desempenho da bateria de seus celulares.

Em publicação em seu site na quinta-feira, a Apple pediu desculpas pela maneira como lidou com a questão da bateria e disse que fará diversas mudanças aos clientes “para reconhecer sua fidelidade e recuperar a confiança de qualquer um que possa ter duvidado das intenções da Apple”.

A Apple está tratando das preocupações sobre a qualidade e durabilidade de seus produtos em um momento em que cobra 999 dólares por seu novo iPhone X.

A companhia informou que irá reduzir o custo de substituição de baterias para celulares já fora da garantia de 79 dólares para 29 dólares para iPhones 6 ou modelos anteriores a partir do mês que vem.

A Apple também irá atualizar seu sistema operacional para permitir que usuários vejam se sua bateria está com mau desempenho e se isso está afetando a performance do aparelho.

“Sabemos que alguns de vocês sentem que a Apple os decepcionou”, disse a empresa na publicação. “Nós pedimos desculpas”.

No dia 20 de dezembro, a Apple reconheceu que o sistema do iPhone pode reduzir a velocidade de celulares com problemas na bateria.

A fabricante disse que o problema é que baterias de lítio envelhecidas entregam a energia de maneira desigual, o que pode fazer com que iPhones desliguem inesperadamente para proteger seus delicados circuitos internos.

Por Stephen Nellis

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247