Aprovada lei que autoriza governo a contrair empréstimo de R$ 130 mi

Além da operação de R$ 453 milhões para projetos diversos no estado, os deputados estaduais autorizaram o governo do Estado a contrair um empréstimo de R$ 130 milhões junto a Caixa Econômica para a construção da nova ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional; a aprovação terá de passar pela sanção da União; a nova ponte terá 1.488 metros de extensão, sendo 1.088 de vão e 400 de aterro

Além da operação de R$ 453 milhões para projetos diversos no estado, os deputados estaduais autorizaram o governo do Estado a contrair um empréstimo de R$ 130 milhões junto a Caixa Econômica para a construção da nova ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional; a aprovação terá de passar pela sanção da União; a nova ponte terá 1.488 metros de extensão, sendo 1.088 de vão e 400 de aterro
Além da operação de R$ 453 milhões para projetos diversos no estado, os deputados estaduais autorizaram o governo do Estado a contrair um empréstimo de R$ 130 milhões junto a Caixa Econômica para a construção da nova ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional; a aprovação terá de passar pela sanção da União; a nova ponte terá 1.488 metros de extensão, sendo 1.088 de vão e 400 de aterro (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - Além da operação de R$ 453 milhões para projetos diversos no estado, os deputados estaduais autorizaram nesta quarta-feira (13) o governo do Estado a contrair um empréstimo de R$ 130 milhões junto a Caixa Econômica Federal para a construção da nova ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional. A aprovação terá de passar pela sanção da União. O governo Federal também deve se manifestar favorável ao empréstimo, que será pago em um prazo de 20 anos.

A nova ponte terá 1.488 metros de extensão, sendo 1.088 de vão e 400 de aterro. Os serviços devem começar após o término do processo de captação de recursos.  A antiga ponte tem apenas 900 metros e liga o tráfego da TO-050, pelo trevo da TO-255 com a TO-070, que vai até a BR-153.

A obra foi construída entre 1976 e 1979. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura, danos estruturais fizeram com que o trânsito pesado fosse limitado e atualmente os veículos que ultrapassam 30 toneladas de peso não podem usar a estrutura.

A obra foi licitada ainda em 2014 pela Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto). A empresa vencedora do certame foi a Rivoli S.A. O prazo para a conclusão da ponte é de 900 dias a partir do início da obra.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247