Arco Metropolitano será licitado em novembro

A licitação para a construção do Arco Metropolitano será realizada apenas em novembro deste ano; representantes do Departamento nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) fizeram o anúncio aos ministros César Borges (Transportes) e Miriam Belchior (Planejamento, Orçamento e Gestão); de acordo com as previsões iniciais, a construção deveria começar em setembro e ser concluída em até 36 meses; as obras, que somarão 77 quilômetros, estão orçadas em R$ 1,5 bilhão

 Arco Metropolitano será licitado em novembro
Arco Metropolitano será licitado em novembro

PE247 – A licitação para a construção do Arco Metropolitano será realizada apenas em novembro deste ano. Representantes do Departamento nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) fizeram o anúncio aos ministros César Borges (Transportes) e Miriam Belchior (Planejamento, Orçamento e Gestão). O processo licitatório será sob o Regime Diferenciado de Contratação Integrado. Em consequência, será reduzido o prazo de homologação e, caso haja aumento de custos, empresas arcarão com os mesmos. De acordo com as previsões iniciais, os a construção deveria começar em setembro e ser concluída em até 36 meses. As obras, que somarão 77 quilômetros (km), estão orçadas em R$ 1,5 bilhão.

A finalidade do Arco Metropolitano é melhorar o transporte de cargas na Região Metropolitana do Recife (RMR) para desafogar o trânsito nas rodovias federais do Estado. O arco ligará a BR-101 Norte, em Igarassu, no Grande Recife, à BR-101 Sul, no Cabo de Santo Agostinho, onde fica uma parte do Complexo Industrial Portuário de Suape. A obra está dividida em três trechos. O primeiro é o Norte, com 32 km, ligando a BR-101 Norte à BR-408. O segundo trecho é Sul, de 24 km, que ligará a BR-101 Sul à BR-408, e o terceiro é o Oeste, de 20 km, que ligará a BR-232 à BR-408.

O projeto inicialmente previsto teve que sofrer alterações e teve o seu custo aumentado. Enquanto o orçamento inicial era de R$ 1,2 bilhão, agora está em R$ 1,5 bilhão porque, após ser submetido a duas audiências públicas, foi necessário refazer o percurso para evitar o desmatamento de uma área de 30 hectares de mata atlântica, em Camaragibe, Zona Oeste do Grande Recife. Como consequência, o projeto foi ampliado em 21 km.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247