Armando: ‘Precisamos ampliar as parcerias'

O senador e pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB, Armando Monteiro, voltou fazer movimentações no interior de Pernambuco visando à eleição estadual; enquanto o governador do estado e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, critica o governo federal, o petebista defendeu a realização de mais parceiras com o governo da presidente Dilma; dessa forma, o parlamentar, além de buscar consolidar o seu nome rumo ao Palácio do Campos das Princesas, já se mostra como um forte cabo eleitoral, a fim de atrair votos para a petista no reduto eleitoral de Campos

O senador e pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB, Armando Monteiro, voltou fazer movimentações no interior de Pernambuco visando à eleição estadual; enquanto o governador do estado e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, critica o governo federal, o petebista defendeu a realização de mais parceiras com o governo da presidente Dilma; dessa forma, o parlamentar, além de buscar consolidar o seu nome rumo ao Palácio do Campos das Princesas, já se mostra como um forte cabo eleitoral, a fim de atrair votos para a petista no reduto eleitoral de Campos
O senador e pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB, Armando Monteiro, voltou fazer movimentações no interior de Pernambuco visando à eleição estadual; enquanto o governador do estado e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, critica o governo federal, o petebista defendeu a realização de mais parceiras com o governo da presidente Dilma; dessa forma, o parlamentar, além de buscar consolidar o seu nome rumo ao Palácio do Campos das Princesas, já se mostra como um forte cabo eleitoral, a fim de atrair votos para a petista no reduto eleitoral de Campos (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O senador e pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB, Armando Monteiro, voltou fazer movimentações no interior de Pernambuco visando à eleição estadual. Enquanto o governador do estado e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, critica constantemente o governo federal, o petebista, que não teve agenda externa no carnaval devido a uma artroscopia no joelho, visitou o encerramento das festividades na cidade de Surubim, no Agreste pernambucano, e defendeu a realização de mais parceiras com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Dessa forma, o parlamentar, além de buscar consolidar o seu nome rumo ao Palácio do Campos das Princesas, já se mostra como um forte cabo eleitoral, a fim de atrair votos para a petista no reduto eleitoral de Campos.

"Capacidade de articulação nacional, diálogo com o Congresso e possibilidade de ampliar as parcerias com o Governo Federal e com o empresariado para a atração de investimentos são características que o pernambucano quer para ampliar as conquistas para o futuro", afirmou o congressista, em entrevista a uma rádio local. Armando, que estava acompanhado pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa, deverá concorrer ao Palácio do Campo das Princesas contra o secretário da Fazenda, Paulo Câmara, candidato pelo PSB.

O parlamentar também apontou a interiorização do desenvolvimento como uma das bandeiras que deverá levantar durante o período eleitoral. "Pernambuco ainda é um Estado que tem desníveis de renda inaceitáveis. A renda do pernambucano do Sertão e do Agreste ainda é um terço da renda do pernambucano da Região Metropolitana", disse Armando. Durante a visita, os senadores pernambucanos se encontraram com lideranças de mais de vinte municípios da região, além dos deputados federais Silvio Costa (PSC) e José Augusto Maia (PROS) e do deputado estadual Silvio Costa Filho (PTB).

Por sua vez, Humberto relembrou as contribuições que já foram dadas pelo PT e pelo PTB em Pernambuco, com as gestões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff (PT). A presença do parlamentar petista ao lado de Armando demonstra um possível encaminhamento do PT na direção de uma aliança com o petebista. Atualmente, este é a melhor opção para o Partido dos Trabalhadores em Pernambuco, de acordo com Diretório Nacional da legenda, mas ainda sofre rejeição de boa parte do PT estadual, que defende uma candidatura própria do partido.

As lideranças petistas em Pernambuco que defendem uma postulação própria realizarão um abaixo assinado a partir desta terça-feira (11), a fim de colher assinaturas que apoiem o projeto. Um dos maiores defensores da candidatura do PT é o presidente da sigla no Recife, Oscar Barreto. O dirigente, que ocupava, até a semana passada, o cargo de secretário-executivo da Agricultura no governo de Pernambuco, já colocou seu nome como pré-candidato no pleito estadual.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email