Assembleia de Minas nega título de cidadão honorário para Doria

Deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais negaram a concessão do título de cidadão mineiro ao prefeito de São Paulo João Doria (PSDB); o pedido foi rejeitado por quatro votos a dois na Comissão de Administração da ALEMG; para fazer jus à homenagem, seria necessário que antes o prefeito de São Paulo "fizesse algo por Minas Gerais", disse o deputado João Magalhães

Brasília - O prefeito eleito de São Paulo, João Doria Junior, durante entrevista coletiva após encontro com o presidente Michel Temer (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - O prefeito eleito de São Paulo, João Doria Junior, durante entrevista coletiva após encontro com o presidente Michel Temer (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Charles Nisz)

Minas 247 - Por quatro votos a dois, a Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa rejeitou nesta quarta-feira (23) conceder o título de cidadão honorário de Minas Gerais ao prefeito de São Paulo, João Doria Jr (PSDB).

Votaram contra o título ao tucano, Agostinho Patrus (PV), Cristiano Silveira (PT), Arnaldo Silva (PR) e o presidente da Comissão, João Magalhães (PMDB). Votaram a favor, Sargento Rodrigues (PDT) e Dirceu Ribeiro (PSDB).

O documento previa um pedido de providências ao governador Fernando Pimentel (PT) para a concessão do título. Com a rejeição, o pedido será arquivado. Para fazer jus à homenagem, seria necessário que antes o prefeito de São Paulo "fizesse algo por Minas Gerais", disse o deputado João Magalhães.

Autor do requerimento, o deputado Gustavo Corrêa lamentou "profundamente" a decisão dos colegas. "Não tiveram o zelo de buscar a trajetória dele anterior à Prefeitura de São Paulo. Jamais me opus a conceder título a alguém. A preocupação deles é só política, só se reeleger", afirmou o parlamentar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247