Assembleia debate assassinatos de agentes de segurança

Audiência pública nesta quinta-feira (5), na Assembleia Legislativa, tem como objetivo debater os altos índices de assassinatos de profissionais de Segurança Pública no Ceará e fazer um raio x para tentar descobrir as principais causas do elevado número de mortes, as reais circunstâncias que enfrentam e que os faz vítima a todo instante em diversas cidades do País

Audiência pública nesta quinta-feira (5), na Assembleia Legislativa, tem como objetivo debater os altos índices de assassinatos de profissionais de Segurança Pública no Ceará e fazer um raio x para tentar descobrir as principais causas do elevado número de mortes, as reais circunstâncias que enfrentam e que os faz vítima a todo instante em diversas cidades do País
Audiência pública nesta quinta-feira (5), na Assembleia Legislativa, tem como objetivo debater os altos índices de assassinatos de profissionais de Segurança Pública no Ceará e fazer um raio x para tentar descobrir as principais causas do elevado número de mortes, as reais circunstâncias que enfrentam e que os faz vítima a todo instante em diversas cidades do País (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O crescente número de agentes de segurança pública mortos em serviços será tema da audiência pública desta quinta-feira (5), às 14h, no auditório do Complexo das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa do Ceará. O debate atende solicitação do deputado estadual Capitão Wagner (PR) e do deputado federal Cabo Sabino (PR/CE).

De acordo com Cabo Sabino, o objetivo da audiência pública é debater os altos índices de assassinatos de profissionais de Segurança Pública no Ceará e fazer um raio x para tentar descobrir as principais causas do elevado número de mortes, as reais circunstâncias que enfrentam e que os faz vítima a todo instante em diversas cidades do País.

Foram convidados para o encontro, o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE), André Costa; a titular da  Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado (Sejus/CE), Socorro França, e o procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Ceará (MPCE), Plácido Rios.

Além desses, representantes da Associação de Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (ACSM/CE), do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado do Ceará (SINDPRF/CE), do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Ceará (SINDASP/CE) e do Sindicato dos Guardas Municipais de Segurança Pública do Ceará (Sindiguardas/CE).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247