Atlético/MG tenta acordos para definir elenco e desbloquear verba

Já o lateral-esquerdo Pedro Botelho não deve ficar. Ele não foi chamado pela diretoria para negociar uma renovação. O meia Guilherme tem a principal dúvida do Atlético, pois seu contrato acaba em março e ele só ficará com uma valorização salarial

Já o lateral-esquerdo Pedro Botelho não deve ficar. Ele não foi chamado pela diretoria para negociar uma renovação. O meia Guilherme tem a principal dúvida do Atlético, pois seu contrato acaba em março e ele só ficará com uma valorização salarial
Já o lateral-esquerdo Pedro Botelho não deve ficar. Ele não foi chamado pela diretoria para negociar uma renovação. O meia Guilherme tem a principal dúvida do Atlético, pois seu contrato acaba em março e ele só ficará com uma valorização salarial (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Danilo Cândido de Oliveira, do  Futnet

O Atlético/MG terá uma semana decisiva a partir desta segunda-feira. Próximo de acertar a contratação do atacante argentino Lucas Pratto, do Vélez Sarsfield-ARG, o clube também estuda contratar mais dois jogadores, como revelou o presidente Daniel Nepomuceno.

O técnico Levir Culpi foi quem pediu três jogadores para Nepomuceno, incluindo um centroavante que seria o argentino. Fora isso, a manutenção do atual elenco é mais importante que os reforços pontuais. Isso conta com o zagueiro Edcarlos e o volante Josué ficando no elenco pelo menos até o fim de 2015.

Já o lateral-esquerdo Pedro Botelho não deve ficar. Ele não foi chamado pela diretoria para negociar uma renovação. O meia Guilherme tem a principal dúvida do Atlético, pois seu contrato acaba em março e ele só ficará com uma valorização salarial.

Fora isso, Nepomuceno ainda tenta um acordo com a Justiça para desbloquear parte do dinheiro referente à venda do atacante Bernard, no meio do ano passado. O Atlético conta com um mês de salários atrasados, além de 13º salário, férias, dois meses de direitos de imagem e premiação pela conquista da Copa do Brasil e da Libertadores de 2013.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247