Atrás de Bolsonaro, Alckmin diz que candidatura Lula é inviável

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que aparece em quarto lugar nas sondagens sobre eleição presidencial, atrás até mesmo de Jair Bolsonaro (PSC-RJ), diz que Lula, o primeiro em todos os levantamentos, não é um candidato viável; "Com o nível de rejeição que ele tem, num segundo turno não tem possibilidade. Então não tenho menor preocupação em relação a isso", afirmou; no entanto, todas as pesquisas mostram que Lula seria eleito se as eleições fossem hoje

Geraldo Alckmin
Geraldo Alckmin (Foto: Leonardo Attuch)

SP 247 – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que aparece em quarto lugar nas sondagens sobre eleição presidencial, atrás até mesmo de Jair Bolsonaro (PSC-RJ), diz que Lula, o primeiro em todos os levantamentos, não é um candidato viável.

"Com o nível de rejeição que ele tem, num segundo turno não tem possibilidade. Então não tenho menor preocupação em relação a isso", afirmou.

Alckmin também defendeu prévias no PSDB, para isolar Aécio Neves (PSDB-MG), que está entre os 83 nomes da lista de Janot.

"A democracia começa dentro de casa. A prévia não divide, a prévia escolhe. Você pode escolher na mesa, com quatro ou cinco pessoas, ou pode escolher ouvindo os que participam da vida partidária, 20, 30 mil pessoas", disse. "Quanto mais você ouve, menos você erra." 

De acordo com o mais recente levantamento CNT/MDA, Lula apresentou 30,5% das intenções de votos contra 11,8% de Marina Silva; 11,3% do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Alckmin vem em quarto – e com um dígito. Lula também venceria todos os adversários no segundo turno.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247