Audiência pública avaliará impacto ambiental do BRT

Audiência pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) do projeto Corredores de Transporte Público Integrado (BRT) Lapa – Iguatemi será realizada nesta sexta-feira às 9h no auditório do Parque da Cidade; serão mostrados os estudos sobre os aspectos ambientais, de vegetação e fauna, ocupação humana e socioeconômica da área do projeto; o secretário de Transporte, Fábio Mota, destaca importância da audiência como oportunidade para a população tomar conhecimento e dar sugestões para o projeto

Audiência pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) do projeto Corredores de Transporte Público Integrado (BRT) Lapa – Iguatemi será realizada nesta sexta-feira às 9h no auditório do Parque da Cidade; serão mostrados os estudos sobre os aspectos ambientais, de vegetação e fauna, ocupação humana e socioeconômica da área do projeto; o secretário de Transporte, Fábio Mota, destaca importância da audiência como oportunidade para a população tomar conhecimento e dar sugestões para o projeto
Audiência pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) do projeto Corredores de Transporte Público Integrado (BRT) Lapa – Iguatemi será realizada nesta sexta-feira às 9h no auditório do Parque da Cidade; serão mostrados os estudos sobre os aspectos ambientais, de vegetação e fauna, ocupação humana e socioeconômica da área do projeto; o secretário de Transporte, Fábio Mota, destaca importância da audiência como oportunidade para a população tomar conhecimento e dar sugestões para o projeto (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A audiência pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) do projeto Corredores de Transporte Público Integrado (BRT) Lapa – Iguatemi será realizada nesta sexta-feira (30), às 9h, no auditório do Parque da Cidade, na Pituba. O comunicado foi publicado no Diário Oficial do Município da última segunda-feira (19) pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut).

Na audiência, serão mostrados os estudos sobre os aspectos ambientais, de vegetação e fauna, ocupação humana e socioeconômica da área do projeto. "A realização e divulgação desses estudos são exigidas pela legislação vigente", explica o secretário de Urbanismo e Transporte, Fábio Mota. Ele destaca a importância da audiência como oportunidade para a população tomar conhecimento do EIA-Rima, sugerindo e contribuindo com questões a serem avaliadas durante o licenciamento ambiental do empreendimento.

Com a implantação do projeto, os 8,6 km de avenidas que ligam a Estação da Lapa ao Iguatemi serão percorridos em 16 minutos, por ônibus do tipo BRT (Bus Rapid Trafic). Formado por vias exclusivas de ônibus articulados e climatizados, três viadutos, cinco elevados e nove estações de embarque e desembarque, o sistema BRT será integrado a outros dois corredores: um ligando a Pituba à Orla e outro o Comércio à Pituba.

O projeto do sistema BRT Lapa-LIP (Ligação Iguatemi-Paralela) vai ajudar a resolver o problema da mobilidade na cidade. A obra totaliza investimento de R$800 milhões, com R$ 300 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana e R$ 300 milhões financiados pela Caixa Econômica Federal, com a contrapartida do Executivo municipal de R$ 200 milhões. Após iniciada, a intervenção tem previsão de conclusão em dois anos.

A estimativa é que 35 mil pessoas utilizem por hora o corredor exclusivo, num trecho extremamente populoso e que concentra boa parte dos empregos da cidade. Com isso, a Prefeitura prioriza o transporte público. Quem anda de automóvel será igualmente beneficiado, pois o sistema prevê faixas contínuas para quem utiliza transporte privado.

Estações - Pelo projeto, a Avenida Vasco da Gama terá quatro das nove estações: Dique, HGE, Ogunjá e Rio Vermelho. As outras cinco serão na Lucaia, Ceasa, ACM, Hiper e Iguatemi. Para integrar a via a outros corredores, serão construídos viadutos na Garibaldi, no Parque da Cidade e no Iguatemi. O projeto contempla ainda ciclovias, áreas verdes de parque lineares.

O fluxo contínuo está garantido pela ausência de cruzamentos ou semáforos. Além da integração com as estações do metrô, o corredor vai operar conectado a outras linhas de ônibus da cidade, oferecendo ao cidadão a possibilidade de acessar a via mais rápida no seu trajeto diário. O controle e o monitoramento serão feitos por fiscalização eletrônica.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247