Aumenta o número de acidentes nas BRs em AL

O balanço de operações realizadas entre o Natal e o Réveillon divulgado pela Polícia Rodoviária Federal revela que o número de acidentes aumentou. Porém, foi registrada uma redução no número de mortes

km 27 da rodovia dos bandeirantes, pista sul as 09:45 h. dos dia 30 de junho de 2005.
km 27 da rodovia dos bandeirantes, pista sul as 09:45 h. dos dia 30 de junho de 2005. (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - O número de acidentes em rodovias federais que cortam Alagoas cresceu 6,5%, se comparado ao mesmo período do ano passado, conforme levantamento divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde desta segunda-feira (6). O número de mortes, no entanto, registrou uma redução de 23%, se comparado ao mesmo período.

Entre os dias 20 de dezembro de 2013 e 05 de janeiro de 2014, a PRF contabilizou 129 acidentes, contra 121 entre o mesmo período. Foram registradas 10 mortes, contra 13 entre 2012/2013.

Na operação desencadeada este ano, foram abordados 4.234 veículos (contra 3.549 em 2012/2013) e 4.556 pessoas (801 em 2012/2013).

No entanto, quando comparado com a evolução da frota, que é o índice utilizado pela PRF por ser o mais próximo da realidade, tivemos uma queda de 3,72% para acidentes, e de 30,53 para óbitos. De acordo com os números do Denatran, a frota de veículos em Alagoas teve um aumento de 10,7% em 2013, se comparado a 2012. Atualmente, existem cerca de 593.628 veículos circulando no Estado, segundo a última divulgação do Denatran feita em setembro de 2013 - em setembro de 2012, tínhamos 536.122.

Os principais tipos de acidentes verificados foram as colisões, sendo elas frontais, traseiras e laterais; saída de pista; capotamento; e queda de motocicleta. Tais acidentes tiveram como principais causas a falta de atenção por parte do condutor, desobediência à sinalização, ultrapassagem indevida, velocidade incompatível e ingestão de álcool.

No período, 638 motoristas foram autuados. As principais infrações constatadas foram por ultrapassagem indevida, por dirigir sem habilitação e sem documentos de porte obrigatório, por dirigir sob efeito de álcool e por conduzir veículo automotor sem capacete. Apesar do rigor da chamada Lei Seca, muita gente insistiu na mistura álcool/direção. Nesse período, 29 condutores foram multados por dirigir sob efeito de álcool e sete foram presos por apresentar índice superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

A Operação de Final de Ano está inserida na Operação Rodovida, que compreende um conjunto de ações envolvendo União, Estados e Municípios para fazer frente à violência no trânsito nas rodovias federais durante as comemorações de final de ano, férias escolares de janeiro e Carnaval, quando milhões de brasileiros pegam a estrada.

A Operação Rodovida busca a redução da gravidade dos acidentes de trânsito por meio de ações integradas entre PRF e diversos órgãos de trânsito. Na esfera policial, a PRF tem intensificado as ações de fiscalização, focadas, principalmente, nas ultrapassagens, excesso de velocidade, consumo de álcool, uso do cinto de segurança e trânsito de motocicletas.

O balanço final será divulgado em março, ao final da Operação Carnaval, quando termina a segunda etapa.

Com gazetaweb.com

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247