Auxiliar de Campos cai após postar "vai ter Coca, Aécio"

"Vai ter coca, Aécio Neves", escreveu o jornalista Marco Bahé, então coordenador de mídias sociais da campanha de Eduardo Campos (PSB), em post que foi apagado logo em seguida do Facebook; mais tarde, ele se justificou na rede social dizendo que a mensagem era de caráter pessoal e deveria ter sido publicada em grupo fechado para amigos; Bahé também alegou que já tinha se afastado da campanha do socialista "há vários dias"

"Vai ter coca, Aécio Neves", escreveu o jornalista Marco Bahé, então coordenador de mídias sociais da campanha de Eduardo Campos (PSB), em post que foi apagado logo em seguida do Facebook; mais tarde, ele se justificou na rede social dizendo que a mensagem era de caráter pessoal e deveria ter sido publicada em grupo fechado para amigos; Bahé também alegou que já tinha se afastado da campanha do socialista "há vários dias"
"Vai ter coca, Aécio Neves", escreveu o jornalista Marco Bahé, então coordenador de mídias sociais da campanha de Eduardo Campos (PSB), em post que foi apagado logo em seguida do Facebook; mais tarde, ele se justificou na rede social dizendo que a mensagem era de caráter pessoal e deveria ter sido publicada em grupo fechado para amigos; Bahé também alegou que já tinha se afastado da campanha do socialista "há vários dias" (Foto: Roberta Namour)

247 – No mesmo dia em que publicou no Facebook frase insinuando que o presidenciável tucano Aécio Neves é usuário de cocaína, o jornalista Marco Bahé se afastou do posto de coordenador de mídias sociais da campanha de Eduardo Campos (PSB).

“Vai ter coca, Aécio Neves”, escreveu Bahé em post que foi apagado logo em seguida. Mais tarde, ele se justificou na rede social dizendo que a mensagem era de caráter pessoal e deveria ter sido publicada em grupo fechado para amigos, usando os hashtags #vacilo e #destavezfuieu.

Posteriormente, Bahé alegou que já tinha se afastado da campanha de Campos “há vários dias”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247