Azeredo não se apresenta para cumprir pena e é considerado foragido da Justiça

O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB), condenado em segunda instância no chamado inquérito do mensalão tucano, é considerado foragido da Justiça; expectativa era que ele se apresentasse em uma delegacia da zona sul de Belo Horizonte até às 10h da manhã desta quarta-feira (23); esta é a primeira prisão ocorrida no âmbito do mensalão mineiro e ocorre 11 anos após o oferecimento da denúncia pelo Ministério Público

Eduardo Azeredo
Eduardo Azeredo (Foto: Paulo Emílio)

Minas 247 - O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo, condenado em segunda instância no chamado inquérito do mensalão tucano, é considerado foragido da Justiça pela Polícia Civil mineira. A expectativa era que ele se apresentasse em uma delegacia da zona sul de Belo Horizonte até às 10h da manhã desta quarta-feira (23). O mandado de prisão contra Azeredo, que também é ex-presidente nacional do PSDB, foi expedido nesta terça-feira (22). Ele foi condenado a 20,1 anos de reclusão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

Prisão do tucano foi decretada após a 5.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) rejeitar, por unanimidade, o embargo de declaração feito pela defesa de Azeredo. Esta é a primeira prisão ocorrida no âmbito do mensalão mineiro e ocorre 11 anos após o oferecimento da denúncia pelo Ministério Público.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247