Bahia antecipa campanha de vacinação contra H1N1

A campanha de mobilização nacional contra a gripe (influenza) foi antecipada para a próxima segunda-feira (18) na Bahia, mas na maior parte dos estados, o 'Dia D' de mobilização nacional será 30 de abril; expectativa é de vacinar pelo menos 80% do público-alvo, estimado em mais de 3,2 milhões de pessoas de todos os grupos prioritários; no ano passado, a Bahia alcançou índice de 81%

A campanha de mobilização nacional contra a gripe (influenza) foi antecipada para a próxima segunda-feira (18) na Bahia, mas na maior parte dos estados, o 'Dia D' de mobilização nacional será 30 de abril; expectativa é de vacinar pelo menos 80% do público-alvo, estimado em mais de 3,2 milhões de pessoas de todos os grupos prioritários; no ano passado, a Bahia alcançou índice de 81%
A campanha de mobilização nacional contra a gripe (influenza) foi antecipada para a próxima segunda-feira (18) na Bahia, mas na maior parte dos estados, o 'Dia D' de mobilização nacional será 30 de abril; expectativa é de vacinar pelo menos 80% do público-alvo, estimado em mais de 3,2 milhões de pessoas de todos os grupos prioritários; no ano passado, a Bahia alcançou índice de 81% (Foto: Romulo Faro)

Sayonara Moreno – correspondente da Agência Brasil

A campanha de mobilização nacional contra a gripe (influenza) foi antecipada para a próxima segunda-feira (18) na Bahia, mas na maior parte dos estados, o 'Dia D' de mobilização nacional será 30 de abril. A expectativa é vacinar pelo menos 80% do público-alvo, estimado em mais de 3,2 milhões de pessoas de todos os grupos prioritários. No ano passado, a Bahia alcançou índice de 81%.

A partir de segunda-feira (18), os postos e centros de saúde passam a imunizar, prioritariamente, idosos, a partir de 60 anos; crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, trabalhadores da área de saúde, mulheres grávidas ou que deram à luz há menos de 45 dias, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, em sistema socioeducativo.

Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia, este ano o estado registrou 11 casos de H1N1, até a semana passada, com três mortes em Salvador. Com a intensificação da campanha, a secretaria pretende reduzir a mortalidade e as complicações e internações provocadas pelas infecções causadas pelo vírus da influenza.

Com a chegada dos lotes de vacina, enviados pelo Ministério da Saúde, a vacinação foi antecipada na Bahia e em outros estados, devido aos casos de morte causados pelo vírus.

Mesmo com a campanha de vacinação, as autoridades sanitárias recomendam à população alguns cuidados, como lavar as mãos várias vezes ao dia, evitar tocar a face com as mãos e proteger-se da tosse e dos espirros com lenço descartável; manter os ambientes ventilados e evitar aglomerações e ambientes fechados.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247