Baianos se dividem na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados

Na véspera da escolha da nova Mesa Diretora da da Câmara dos Deputados, o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) mantém o favoritismo diante de Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE); otimista, o presidente do Democratas na Bahia, deputado José Carlos Aleluia, diz que seu correligionário deve ser eleito com pelo menos 300 votos entre os 513 deputados; "Maia deve vencer no primeiro turno, com no mínimo 300 votos", presidente do PDT baiano, o deputado Félix Mendonça Junior garante que a legenda está 100% com seu correligionário André Figueiredo, e aposta em segundo turno; "Com esse apoio do PT, nós passamos a ter chance de ir para o segundo turno"

Na véspera da escolha da nova Mesa Diretora da da Câmara dos Deputados, o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) mantém o favoritismo diante de Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE); otimista, o presidente do Democratas na Bahia, deputado José Carlos Aleluia, diz que seu correligionário deve ser eleito com pelo menos 300 votos entre os 513 deputados; "Maia deve vencer no primeiro turno, com no mínimo 300 votos", presidente do PDT baiano, o deputado Félix Mendonça Junior garante que a legenda está 100% com seu correligionário André Figueiredo, e aposta em segundo turno; "Com esse apoio do PT, nós passamos a ter chance de ir para o segundo turno"
Na véspera da escolha da nova Mesa Diretora da da Câmara dos Deputados, o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) mantém o favoritismo diante de Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE); otimista, o presidente do Democratas na Bahia, deputado José Carlos Aleluia, diz que seu correligionário deve ser eleito com pelo menos 300 votos entre os 513 deputados; "Maia deve vencer no primeiro turno, com no mínimo 300 votos", presidente do PDT baiano, o deputado Félix Mendonça Junior garante que a legenda está 100% com seu correligionário André Figueiredo, e aposta em segundo turno; "Com esse apoio do PT, nós passamos a ter chance de ir para o segundo turno" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Na véspera da escolha da nova Mesa Diretora da da Câmara dos Deputados, o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) mantém o favoritismo na disputa que tem no páreo ainda Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE).

Otimista, o presidente do Democratas (DEM) na Bahia, deputado José Carlos Aleluia (à esquerda), diz que seu correligionário deve ser eleito com pelo menos 300 votos entre os 513 deputados que compõem a Câmara. "Maia deve vencer no primeiro turno, com no mínimo 300 votos", afirmou Aleluia ao jornal Tribuna da Bahia.

Ele minimizou a decisão do PT de apoiar o candidato pedetista (o partido cogitou apoiar Rodrigo Maia). "É natural no processo. Nós conseguimos unir os partidos da base em torno de Rodrigo e vamos conseguir vencer". Maia conta com o apoio de dois dos maiores partidos na Câmara, PSDB e PMDB.

Embora seu partido tenha candidato, o deputado baiano Benito Gama, do PTB, não declarou seu voto no correligionário Jovair Arantes, e admitiu que o partido não está fechado em torno de sua candidatura. Mas Benito ressaltou que ele tem maioria entre os petebistas. "Eu não posso dizer que todos votarão, porque a votação é secreta. Mas te garanto que a maioria esmagadora do PDT votará em Jovair", afirmou Benito.

Presidente do PDT na Bahia, o deputado Félix Mendonça Junior (à direita) garante que a legenda está 100% com seu correligionário André Figueiredo, e aposta em segundo turno na disputa pela presidência da Câmara.

"Com esse apoio do PT, nós passamos a ter chance de ir para o segundo turno". Felix reconhece o favoritismo de Rodrigo Maia, mas afirma que o jogo ainda não acabou, e que Figueiredo ainda pode conseguir mais adesões entre os partidos de oposição ao governo de Michel Temer.

O candidato pedetista fará nesta quarta-feira (1º) um jantar de adesão com aliados. A eleição acontece amanhã (2).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247