Balança comercial de Minas tem saldo de US$ 819 mi

Minério de ferro (US$ 505,21 milhões), café (US$ 284,97 milhões) e ferro ligas (US$ 133,24 milhões) seguraram o superávit da Balança Comercial de Minas Gerais, que fechou abril com saldo positivo de US$ 818,69 milhões; no total, as exportações somaram US$ 1,6 bilhão; já as importações alcançaram US$ 781,89 milhões, com diminuição de 1% em relação ao mês anterior, e redução de 15,2% com relação ao mesmo mês de 2014; as informações foram divulgadas pela Exportaminas – unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), em parceria com a Fundação João Pinheiro (FJP)

Minério de ferro (US$ 505,21 milhões), café (US$ 284,97 milhões) e ferro ligas (US$ 133,24 milhões) seguraram o superávit da Balança Comercial de Minas Gerais, que fechou abril com saldo positivo de US$ 818,69 milhões; no total, as exportações somaram US$ 1,6 bilhão; já as importações alcançaram US$ 781,89 milhões, com diminuição de 1% em relação ao mês anterior, e redução de 15,2% com relação ao mesmo mês de 2014; as informações foram divulgadas pela Exportaminas – unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), em parceria com a Fundação João Pinheiro (FJP)
Minério de ferro (US$ 505,21 milhões), café (US$ 284,97 milhões) e ferro ligas (US$ 133,24 milhões) seguraram o superávit da Balança Comercial de Minas Gerais, que fechou abril com saldo positivo de US$ 818,69 milhões; no total, as exportações somaram US$ 1,6 bilhão; já as importações alcançaram US$ 781,89 milhões, com diminuição de 1% em relação ao mês anterior, e redução de 15,2% com relação ao mesmo mês de 2014; as informações foram divulgadas pela Exportaminas – unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), em parceria com a Fundação João Pinheiro (FJP) (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Minas - Minério de ferro (US$ 505,21 milhões), café (US$ 284,97 milhões) e ferro ligas (US$ 133,24 milhões) seguraram o superávit da Balança Comercial de Minas Gerais, que fechou abril com saldo positivo de US$ 818,69 milhões. As informações oficiais foram divulgadas nesta sexta-feira (8/5) pela Exportaminas – unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), em parceria com o Centro de Estatística e Informações (CEI) da Fundação João Pinheiro (FJP). No total, as exportações somaram US$ 1,6 bilhão. Já as importações alcançaram US$ 781,89 milhões, com diminuição de 1% em relação ao mês anterior, e redução de 15,2% com relação ao mesmo mês de 2014.

Em relação ao resultado da Balança Comercial brasileira, que registrou superávit de US$ 491 milhões em abril, Minas Gerais foi responsável por 10,6% das exportações e 5,3% das importações totais do país no mês analisado. A China se manteve como o principal destino das exportações mineiras, representando 21,9% do total. Em seguida, vêm Estados Unidos, com participação de 12,7%, Holanda, com 7,4% e Argentina com 6,1%. No mesmo mês, os Estados Unidos foram o principal fornecedor de Minas Gerais com 24,3% da pauta, seguido pela China, com 18,7%, Argentina, com 14,6%, Itália, com 6,1% e Alemanha com 3,1% do total.

Principal destino comercial de Minas Gerais, a China reforça a posição de destaque na balança do estado. Na análise feita pela Fundação João Pinheiro, na comparação entre o primeiro quadrimestre de 2015 e o mesmo período de 2014, observou-se expansão das receitas de exportações para o mercado chinês. Os destaques são: café, com aumento de 31,9% (US$ 1,8 milhão nos três primeiros meses de 2015 e US$ 1,4 milhão no mesmo período de 2014) e açúcares de cana, cuja elevação alcançou 5,4% (US$ 31,2 milhões de janeiro a março de 2015 contra US$ 29,6 milhões de janeiro a março de 2014). No acumulado de ano janeiro/abril de 2015, as exportações de Minas Gerais somaram US$ 7,34 bilhões. O saldo comercial foi de US$ 4,37 bilhões.

Novos mercados

O levantamento mostrou ainda que China, Estados Unidos, Holanda (Países Baixos), Argentina e Japão se mantiveram como principais mercados de destino das exportações mineiras. Apesar da constância, 15 novos mercados de destino passaram a importar do estado, com destaque para Somália e Botsuana com valores de US$ 4,24 milhões e US$ 1,48 milhões, respectivamente. Açúcar (US$ 4,21 milhões) e carne de frango (US$ 42,32 mil) foram os itens importados pelo primeiro país. Já o segundo comprou de Minas Gerais aparelhos transmissores e receptores (US$ 1,33 milhão) e aparelhos e materiais elétricos e eletrônicos (US$ 147,05 mil).

Clique aqui para ver mais detalhes da Balança Comercial de Minas Gerais. (Arquivo PDF)

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247