Balança comercial goiana volta a bater recorde

Neste último mês de março, Goiás teve o melhor resultado de exportação desde abril de 2014, registrando o maior superávit da série histórica iniciada no final da década de 80; saldo da balança comercial obteve um superávit de US$ 432.742,158, valor superior ao alcançado em março do ano passado: US$ 255.919,361; em março, Goiás exportou 317 diferentes produtos para 106 países; produtos mais exportados por Goiás foram a soja, as carnes, ferroligas e complexo de milhos

balanca comercial
balanca comercial (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Neste último mês de março, Goiás teve o melhor resultado de exportação desde abril de 2014, registrando o maior superávit da série histórica iniciada no final da década de 80. O saldo da balança comercial obteve um superávit de US$ 432.742,158, valor superior ao alcançado em março do ano passado: US$ 255.919,361. Os dados foram divulgados em coletiva nesta terça-feira, dia 12. 

O superintendente executivo de Comércio Exterior, William Leyser O’Dwyer, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), afirmou que os bons resultados devem-se à política adotada pelo Governo de Goiás. Ele citou as relações estabelecidas durante missões comerciais que oportunizam novas possibilidades para o Brasil. Ele adiantou que, em junho, haverá missão para Argentina, Uruguai e Chile.

“Grande parte desse superávit é pelo trabalho do Governo de Goiás nessas missões. Nós apresentamos nosso potencial como também é um convite para que estes empresários venham visitar. Tem feito a diferença. Goiás é considerado um dos estados mais agressivos a nível nacional em relação ao comércio exterior. Parabéns para os empresários e produtos goianos que têm alcançando esses níveis de qualidade e competitividade lá fora”, diz O’Dwyer. O superintendente citou a alta do dólar como fator que contribuiu para estes resultados positivos.

Ele também destacou os números positivos de Goiás em relação à balança comercial brasileira. No ano passado, Goiás conquistou números superiores à balança brasileira. “Este ano, com novo ministro e com variação da taxa cambial, o Brasil conseguiu retomar um pouco as exportações, melhorando os números. Goiás continua na proporcionalidade, enquanto o Brasil não representa 2% do mercado internacional, Goiás representa 4,76% do comércio brasileiro”. Para ele, apesar dos números positivos, os desafios continuam: atrair mais atenção para o produto goiano, apresentar as vantagens de se instalar em Goiás e incentivar o turismo no Estado e nas missões internacionais.

Exportação

Em março, Goiás exportou 317 diferentes produtos para 106 países. Os produtos mais exportados por Goiás foram a soja, as carnes, ferroligas e complexo de milhos. A soja (grãos, bagaço, óleo, etc) ocupou o primeiro lugar no ranking dos produtos exportados em março/16, representando 48,97% de todo o valor exportado no período, com o valor de US$ 333.593.846.

O segundo lugar no ranking ficou com as carnes (15,6%) do total exportado em março deste ano. Em terceiro e quarto lugares no ranking, estão as ferroligas e complexos de milhos, seguidos de açúcar, sulfeto de cobre, couros e derivados, ouro, preparações alimentícias, algodão e produtos farmacêuticos.

Em março, os principais destinos dos produtos exportados por Goiás foram China (45,43%), Países Baixos – por meio do porto de Roterdã, na Holanda – (4,87%), Itália (3,72%) e Japão (3,45%).

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247