Bancoop: acordo com MP permitiu repassar Solaris à OAS

Em nota à imprensa após a 22ª fase da operação Lava Jato, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) afirmou nesta quarta-feira, 27, que a transferência do condomínio Mar Cantábrico, depois denominado Solaris, para a empreiteira OAS se deu após acordo judicial celebrado com o Ministério Público de São Paulo e homologado pela Justiça; "Por deliberação coletiva dos cooperados, o empreendimento foi transferido à construtora OAS Empreendimentos. Esse acordo específico de transferência foi homologado pelo Poder Judiciário em 11 de novembro de 2009", diz a entidade

Em nota à imprensa após a 22ª fase da operação Lava Jato, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) afirmou nesta quarta-feira, 27, que a transferência do condomínio Mar Cantábrico, depois denominado Solaris, para a empreiteira OAS se deu após acordo judicial celebrado com o Ministério Público de São Paulo e homologado pela Justiça; "Por deliberação coletiva dos cooperados, o empreendimento foi transferido à construtora OAS Empreendimentos. Esse acordo específico de transferência foi homologado pelo Poder Judiciário em 11 de novembro de 2009", diz a entidade
Em nota à imprensa após a 22ª fase da operação Lava Jato, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) afirmou nesta quarta-feira, 27, que a transferência do condomínio Mar Cantábrico, depois denominado Solaris, para a empreiteira OAS se deu após acordo judicial celebrado com o Ministério Público de São Paulo e homologado pela Justiça; "Por deliberação coletiva dos cooperados, o empreendimento foi transferido à construtora OAS Empreendimentos. Esse acordo específico de transferência foi homologado pelo Poder Judiciário em 11 de novembro de 2009", diz a entidade (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - A Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo divulgou nesta quarta-feira, 27, nota à imprensa em que afirma que a transferência do condomínio Mar Cantábrico, depois denominado Solaris, para a empreiteira OAS se deu após acordo judicial celebrado com o Ministério Público de São Paulo e homologado pela Justiça.

"Em decorrência de acordo judicial celebrado com o Ministério Público de São Paulo em 20 de maio de 2008 e homologado pelo Poder Judiciário (processo nº 583.00.2007.245877-1, 37ª. Vara Cível do Foro Central de São Paulo), a Bancoop procedeu a consulta aos cooperados de seus empreendimentos para deliberação sobre a continuidade das medidas das obras em construção. A consulta fez com que, por deliberação dos cooperados, alguns empreendimentos fossem transferidos para diferentes empresas construtoras ou condomínio de construções", diz a entidade.

O condomínio está no foco da 22ª fase da operação Lava Jato, batizada de "Triplo X". Polícia Federal investiga se o empreendimento teria sido repassado à OAS como forma de disfarça suposto pagamento de propina pela empreiteira. 

Leia na íntegra a nota da Bancoop:

"A Bancoop, tendo em conta os recentes procedimentos relacionados a empreendimento imobiliário que esteve sob sua responsabilidade, vem prestar o seguinte esclarecimento:

Em decorrência de acordo judicial celebrado com o Ministério Público de São Paulo em 20 de maio de 2008 e homologado pelo Poder Judiciário (processo nº 583.00.2007.245877-1, 37ª. Vara Cível do Foro Central de São Paulo), a Bancoop procedeu a consulta aos cooperados de seus empreendimentos para deliberação sobre a continuidade das medidas das obras em construção. A consulta fez com que, por deliberação dos cooperados, alguns empreendimentos fossem transferidos para diferentes empresas construtoras ou condomínio de construções.

Esse foi o encaminhamento dado ao empreendimento Mar Cantábrico, localizado na cidade do Guarujá, no litoral paulista. Por deliberação coletiva dos respectivos cooperados, adotada em assembleia realizada em 27 de outubro de 2009 e confirmada pela adesão individual de cada cooperado, o empreendimento foi transferido à construtora OAS Empreendimentos. Esse acordo específico de transferência foi homologado pelo Poder Judiciário em 11 de novembro de 2009 (processo nº 1190/2009, do Setor de Conciliação do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

Assim, desde 2009 a Bancoop não tem qualquer relação com o empreendimento Mar Cantábrico, que, inclusive teve sua denominação alterada para Solaris.

Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo"

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247